O Museu de Arte Moderna de São Paulo leva ao público uma seleção de 24 obras que entraram em seu acervo nos últimos cinco anos e que ainda não foram mostradas em conjunto. Trata-se da mostra “Novas Aquisições”, que ficará em cartaz até 14, com entrada gratuita. A curadoria é de Felipe Chaimovich. Entre os artistas selecionados estão nomes como: Lothar Charoux, Julio Plaza, Mauro Restiffe, Sandra Cinto, Laura Lima, José Aguilar e o coletivo 3NÓS3, entre outros.

Grande parte dessas novas aquisições do MAM advém de doações de particulares, várias das quais mediadas pelo Núcleo Contemporâneo, programa de associados do MAM.  As obras reunidas indicam linhas de força da coleção do MAM, destacando relação histórica do museu com a abstração geométrica no Brasil, com os mitos do país, as paisagens e também com a contestação da racionalidade. A peça mais antiga da mostra é um desenho de Lothar Charoux datado de 1958. Suas formas retas dialogam com a politização do rigor geométrico durante a década de 1960, presente no projeto de livro de artista de Julio Plaza, no qual o público é convidado a abandonar a posição de espectador passivo para virar livremente suas páginas coloridas.

A capital do país, Brasília, é tema da foto de Mauro Restiffe, que revela o desenho geométrico abstrato aplicado à arquitetura e ao urbanismo. A relação entre geometria e poder continua pelo núcleo de poetas visuais dos anos 1970: Almandrade e Ridyas. Num mundo cada vez mais interligado pela indústria da comunicação de massa, ambos buscam frestas de liberdade entre linhas e colunas.

Serviço: 

Local: Museu de Arte Moderna de São Paulo. Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portões 1 e 3 – Parque Ibirapuera – São Paulo.

Visitação: até 14/4. Terça a domingo, 10h às 17h30 (com permanência até as 18h).

Ingressos: Grátis.

Informações: (11) 5085-1300.

 

Compartilhe!