A partir de 18 de junho o MIS receberá a mostra “Björk Digital”. A exposição-instalação une tecnologia e arte para ilustrar, de forma contemporânea e artística, as imagens poéticas das músicas da cantora islandesa. Com curadoria do MIF (Manchester Internacional Festival), é dividida em seis áreas compostas por realidade virtual e elementos audiovisuais imersivos, que demandam a interação dos visitantes.

“Björk Digital” é um projeto de realidade virtual de Björk – conhecida por explorar os limites da vanguarda misturando música, arte visual e tecnologia – em colaboração com alguns dos maiores artistas visuais do mundo, como Andrew Thomas Huang e Jesse Kanda.

A exposição-instalação traz seis trabalhos de Björk extraídos de seu penúltimo álbum, Vulnicura, lançado em 2015: Stonemilker, Black Lake, Mouth Mantra, Quicksand, Family e Notget. As obras, divididas em quatro salas do primeiro andar do MIS, podem ser vistas com óculos de realidade virtual.

Além dos seis vídeos, “Björk Digital” apresenta o projeto educativo Biophilia e uma sala de cinema onde o público confere diversos clipes da carreira da artista feitos por gênios do videoclipe como Michel Gondry e Spike Jonze. 

 

Serviço

 

Local: Museu da Imagem e do Som – MIS – Avenida Europa, 158 – Jardim Europa – São Paulo.

Visitação: 18/6 a 18/8. Terça a sábado, 10h às 20h. Domingos e feriados, 10h às 19h.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada).

Classificação: 14 anos.

Informações: (11) 2117-4777.

Compartilhe!