O Portal da Arte Brasileira

“Eu, Daniel Blake”, Série “Curta em Francês” e 13º In-Edit Brasil integram a programação de Cinema do #EmCasaComSesc

0 8

A série Cinema #EmCasaComSesc estreia semanalmente filmes nacionais e internacionais em streaming gratuito, na plataforma Sesc Digital. Com curadoria do CineSesc, a série já alcançou 2 milhões de visualizações do público de todo o país. Nesta semana, novos títulos premiados entram em cartaz no catálogo.

Em parceria com o Conselho Estadual do Idoso, Grande Conselho Municipal do Idoso (São Paulo), CRI-Norte, OLHE – Observatório da Longevidade e Envelhecimento Humano, e a ONG Eternamente Sou, o Sesc São Paulo realiza, entre os dias 15 e 22 de junho, a Campanha e Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa: “Não enxergamos, mas é: violência contra a pessoa idosa”. Para marcar a efeméride e fomentar reflexões sobre o relacionamento da sociedade com pessoas da terceira idade, a série Cinema #EmCasaComSesc traz em sua programação o longa-metragem “Eu, Daniel Blake”, de Ken Loach. Vencedor do Bafta de Melhor Filme Britânico, da Palma de Ouro e do Prêmio Ecumênico do Júri, no Festival de Cannes, entre outros, o filme traz a história de um senhor inglês que batalha por seus direitos de aposentadoria.

Na quarta-feira, dia 16 de junho, a série “Curta em Francês” retorna à plataforma Sesc Digital com o tema “Le Temps Des Cerises”. Na programação, 12 curtas-metragens sobre revoltas e revoluções com diversas abordagens, gêneros e técnicas, ficção, documentário e animação. A série é organizada pela Aliança Francesa Brasil em parceria com o Sesc São Paulo e o apoio da Embaixada da França no Brasil. Disponíveis por 30 dias, o projeto conta com os filmes: “Rasta”, de Samir Benchikh“La Révolution des Crabes”, de Arthur de Pins“Salem”, de Sophie Beaulieu“Mondo Domino”, de Suki; “Sphinx”, de Tito González García; “Justice”, de Marc Faye; L’Historie de La Révolution”, de Maxime Martinot“L’Heure De L’Ours”, de Agnès Patron“On Ira à Neuilly Inch’Allah”, de Mehdi Ahoudig e Anna Salzberg“Madame Baures”, de Mehdi Benallal; “Journée Noire”, de Yoro Mbaye; e “Tu Seras Un Ultra”, de Maxence Voiseux.

Post Patrocinado

Na quinta-feira, dia 17 de junho, a série Cinema #EmCasaComSesc exibe uma homenagem ao diretor norte americano Donn Alan Pennebaker, documentarista que faleceu em 2019, aos 94 anos. A seleção de filmes faz parte da programação do  13º IN-EDIT BRASIL – Festival Internacional do Documentário Musical, que acontece de 16 a 27 de junho, com mais de 50 filmes nacionais e internacionais inéditos no circuito comercial. Além das exibições, o CineSesc disponibiliza um encontro online no YouTube (youtube.com/cinesesc) para discutir a obra do diretor na terça-feira, dia 23 de junho, às 20h.  O festival é uma realização conjunta de In Brasil Cultural, Sesc São Paulo e do Ministério do Turismo do Governo Federal. Mais informações em br.in-edit.org.

Entre os filmes de Donn Alan Pennebaker selecionados para a programação estão: “Don’t Look Back”, considerado um dos documentários musicais mais revolucionários da história, traz o dia a dia de Bob Dylan durante sua turnê pela Inglaterra em 1965; “Monterey Pop”, os bastidores e entrevistas dos envolvidos no festival homônimo à produção, tido como precursor dos eventos de música e que contou com show de Jimi Hendrix, Janis Joplin, The Who, entre outros; “Alice Cooper”, a história da lendária banda de rock no início da carreira; “Daybreak Express”, uma ode ao espírito frenético e modestina da principal metrópole do século 20: Nova York. O filme é uma viagem visual e sonora pela linha de trem “Third Avenue EI”; “Lambert And Co”, a história do músico de jazz Dave Lambert; e “Little Richard”, uma análise e reflexão sobre o rei do rock reconhecido por suas performances no show montado por John Lennon em Toronto.

Já no domingo, dia 20 de junho, data marcada pelo Dia Mundial do Refúgio e Migração, chega na série Cinema #EmCasaComSesc o filme “Los Silencios”, de Beatriz Seigner, sobre uma família que foge do conflito armado colombiano e foge para uma pequena ilha no meio da Amazônia, na fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. O título integra o especial Culturas em Trânsito: Refúgio e Migração – ação do Sesc São Paulo com diversas atividades que buscam promover a reflexão sobre os desafios da integração de refugiados e imigrantes em novos territórios, principalmente no Brasil. O projeto é uma parceria do Sesc São Paulo e da ACNUR – Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados.

Serviço

Data: 15 a 20/6.

Confira nos links:

Cinema em Casa: www.sescsp.org.br/cinemaemcasa

Curtas-metragens: www.sescsp.org.br/curtaemfrances

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X