O espetáculo “Olho Por Olho” faz temporada até 10 de novembro no Centro Cultural da Justiça Federal. O texto e a atuação são de Rohan Baruck, e a direção de Rogério Fanju. A peça lida com a presença constante da morte, literal e metaforicamente. Através da história de uma guerra entre duas aldeias, em que um pai tem o filho morto em seus braços, a montagem trata não somente da destruição física – vidas humanas, cidades ou terras. Mas da destruição pessoal, social e emocional dos que não morreram – pelo menos fisicamente.

“Olho Por Olho é um épico, que muito me faz lembrar as clássicas tragédias gregas, contado por um guerreiro maduro que, conforme narra, sofre metamorfoses através da provocação de outros personagens que vivem no limite da selvageria. Esta é a narrativa cênica elaborada: nas fronteiras entre a humanidade e a animalidade. (…) O quão alguém pode ser atingido profundamente na alma e no inconsciente ao se colocar no lugar do outro? Faço parte do grupo dos “últimos românticos” que acreditam que só é vivo quem ama… quem dá movimento ao amor.”, afirma o diretor, Rogério Fanju.

Foto: Gérsica Telles.

Serviço

Local: Centro Cultural da Justiça Federal – Avenida Rio Branco, 241 – Centro – Rio de Janeiro.

Temporada: Até 10/11. Sábados e domingos, 19h.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada).

Classificação: 12 anos.

 

Compartilhe!
Tags: