O Portal da Arte Brasileira

Espetáculo musical “Cordel Viajante” faz apresentações on-line em março e abril

0 46

O espetáculo musical “Cordel Viajante”, que faz apresentações online pelo Youtube de 7 de março a 11 de abril, é uma viagem musical pela cultura popular brasileira, que une forró, poesia de cordel e xilogravura. O projeto é do Núcleo Artístico Forró do Candeeiro, com texto do poeta e escritor baiano Marco Haurélio e direção de João Paulo Lorenzon. 

O show conta a história de Juarez, que viaja pelo sertão nordestino para reencontrar sua amada Maria, depois de tentar a vida na cidade grande. É em busca de seu amor e de suas raízes que ele atravessa esta jornada musical. O público acompanha a viagem mergulhando nas paisagens, sensações e particularidades do sertão nordestino através da música e da poesia de cordel. A viagem atinge o seu ápice quando ele, enfim, reencontra Maria, em meio a um céu estrelado e a uma linda Festa de São João.

Juarez é a personificação do povo forte nordestino, em diversas gerações de migrações Brasil afora, castigado pela saudade de viver distante de sua terra natal. As memórias e sentimentos impulsionam sua caminhada cheia de sonho e poesia, através dos símbolos do sertão.

Post Patrocinado

O Núcleo Artístico Forró do Candeeiromescla os ritmos do forró, baião, xaxado, galope e rastapé às métricas do cordel e dá voz ao repertório musical repleto de clássicos do forró e cantigas juninas levando o público a cantarolar, dançar e vibrar nesta jornada musical. No repertório estão clássicos do forró de Gonzagão, Dominguinhos, Sivuca, Trio Nordestino, Gil, Zé Dantas, Antônio Barros, Assissão, Humberto Teixeira. 

O personagem Juarez ganha vida com a atriz Rosa Piscioneri, que dá voz à sua jornada declamando rimas e versos através do repertório musical. 

Para dirigir o espetáculo, o grupo convidou o ator e diretor João Paulo Lorenzon, que fundou e dirige a Espaço Mágico Escola de Teatro e a Companhia Espaço Mágico. A poesia de cordel é de autoria do poeta e escritor Marco Haurélio, pesquisador da literatura de cordel e do folclore brasileiro, com mais de 50 publicações no currículo.

O texto, de grande sensibilidade, musicalidade e métrica específica conta a história carregando conhecimento, questões sociais e a sabedoria da cultura nordestina por meio de rimas. O cenário foi criado por Dhiego Bueno, com ilustrações em xilogravura do artista Cadú (Xilogravuras do Benedito). Muito comum no Nordeste nas estampas dos livretos de cordel, o cenário dialoga com o texto em cordel e com as músicas trazendo símbolos dessa jornada sertaneja. 

Serviço

Datas: 7, 14, 21 e 28/3, 4 e 11/4/21. Domingos, 16h.

Ingressos: Grátis.

Classificação: Livre.

YouTube: Canal Forró do Candeeiro.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X