O Portal da Arte Brasileira

Espetáculo “Mulheres Sonharam Cavalos” estreia presencialmente em 13 de novembro

0 12

Com direção de Malú Bazán, o espetáculo “Mulheres Sonharam Cavalos” estreia dia 13 de novembro de forma presencial. A peça foi escrita 20 anos após o final da ditadura Argentina, num momento de grande crise econômica do país, e nos remete às diversas consequências desse regime, como o horror das crianças “tiradas” dos seus pais militantes e dadas em adoção para outras famílias.

No texto, uma dessas possíveis crianças seria a personagem Lucera, que busca encontrar pistas para juntar as lembranças de sua infância mais remota, e assim tentar entender as ausências que sente.  Como se sua história tivesse sido apagada, arrancada de maneira brutal, e metaforicamente como se o continente todo carregasse tal carma para sempre.

Ausências, lapsos, diálogos entrecortados: todas as personagens da peça, cada uma a seu modo, coexistem nesse mundo colapsado. E respondem a ele com a linguagem premente do presente: a violência.

Post Patrocinado

“Mulheres Sonharam Cavalos” desvela a violência que permeia o cotidiano, incrustada de tal forma em nossas vidas e relações intersociais, que não discernimos mais de onde vem, apesar de que a sentimos pulsar constantemente, como bombas prestes a explodir.

Historicamente, todavia, sabemos que a ultraviolência é a marca maior do processo de colonização da América Latina, e igualmente das ditaduras militares que nos assolaram e ainda assolam, e, portanto, desde então marcam nossos corpos, nossas almas e nossas atitudes; atitudes essas que seguem se repetindo em looping na montanha russa da história.

No espetáculo vemos um jantar em família.  Três irmãos em rotas de colisão desiguais; suas esposas, cada uma à sua maneira estrangeira a esse núcleo masculino.  Um encontro desencontrado no tempo, que revela, no limite tênue das relações, uma explosão de memórias soterradas, de marcas invisíveis, das mágoas que carregamos.

Foto: Cassandra Mello.

Ficha Técnica

Texto: Daniel Veronese. Tradução e Direção: Malú Bazán. Elenco: Anna Toledo, Erica Montanheiro, Rita Pisano, Bruno Perillo, Gustavo Trestini e Haroldo Miklos.

Serviço

Local: O Andar – Rua Dr. Gabriel dos Santos, 30 – 2º andar –  São Paulo.

Datas: 13/11 a 6/12. Quintas a segundas, 20h15.

Ingressos: Grátis.

Classificação: 14 anos.

Link para ingressos: www.sympla.com.br.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AVISO!

Em virtude da pandemia de Covid-19, alguns eventos foram cancelados ou sofreram alterações. Centros Culturais ou espaços de exposição também fecharam.

Consulte sempre antes de se direcionar a um evento presencial.

X