O Portal da Arte Brasileira

Espetáculo “Altamira 2042” estreia temporada no Sesc Avenida Paulista

0 10

A partir de março, “Altamira 2042” estreia temporada em São Paulo, no Sesc Avenida Paulista. As apresentações acontecem de 25 de março a 17 de abril, quartas, quintas, sextas e sábados, às 21h, domingos, às 18h – nos dias 30 de março e 15 de abril não haverá sessão; no dia 7 de abril terá o recurso de audiodescrição.

O trabalho é uma instauração sonora composta por caixas de som que amplificam testemunhos diversos sobre a catástrofe causada pela hidrelétrica de Belo Monte, que está em construção desde 2011, e afeta toda a bacia do Rio Xingu e seus arredores. Nesta nova temporada, Gabriela tem a expectativa de que as falas daqueles que estão em Altamira sejam ouvidas, principalmente daquelas pessoas que criaram “Altamira 2042”, que são os “tramaturgos”, como Raimunda Gomes da Silva, João Pereira da Silva, Antonia Mello, Eliane Brum, Bel Juruna, Marcelo Salazar entre outras pessoas.

Margens sobre Rios, Buiúnas e Vaga-lumes é um projeto de pesquisa em arte que se dedica, desde 2013, a ouvir e ampliar o testemunho de rios brasileiros em catástrofe. Este projeto foi concebido como uma resposta ao conceito de “Antropoceno”, definido pela jornalista Eliane Brum como “o momento em que o homem deixa de temer a catástrofe para se tornar a própria catástrofe”.

Post Patrocinado

Gabriela Carneiro da Cunha é atriz, diretora e pesquisadora do Brasil. Em sua carreira no teatro e no cinema, trabalhou com diretores como Ariane Mnouchkine, Georgette Fadel, Cibele Forjaz, Grace Passô, Eryk Rocha e Heitor Dhalia. Desde 2013, a artista desenvolve o Projeto Margens: sobre rios, buiúnas e vaga-lumes, uma pesquisa artística que se dedica a ouvir e ampliar o testemunho de rios brasileiros que vivem uma experiência de catástrofe. Atualmente, Gabriela trabalha na finalização de dois projetos cinematográficos com o cineasta Eryk Rocha, além da mostra “Parimentos”, sua mais recente concepção artística. É também sócia da Aruac Filmes, produtora de cinema e teatro com quase 20 anos de produção cultural. Em 2019 ganhou o prêmio de melhor atriz coadjuvante no Rio Film Festival.

Foto: Nereu Jr.

Ficha Técnica

Concepção, criação e direção: Gabriela Carneiro da Cunha e Rio Xingu. Interlocução de direção: Cibele Forjaz. Diretor assistente: João Marcelo Iglesias. Assistente de direção: Clara Mor e Jimmy Wong. Orientação da pesquisa e interlocução artística: Dinah de Oliveira e Sonia Sobral. “Tramaturgia”: Raimunda Gomes Da Silva, João Pereira da Silva, Povos Indígenas Araweté e Juruna, Bel Juruna, Eliane Brum, Antonia Mello, Mc Rodrigo – Poeta Marginal, Mc Fernando, Thaís Santi, Thaís Mantovanelli, Marcelo Salazar e Lariza.

Serviço

Local: Sesc Avenida Paulista – Avenida Paulista, 119 – Bela Vista – São Paulo.

Temporada: 25/3 a 17/4. Quarta a sábado, 21h. Domingo, 18h. Exceto 30/3 e 15/4.

Classificação: 16 anos.

Ingressos: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (credencial plena e meia-entrada).

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X