Todas as mostras da série Ocupação, realizadas pelo Itaú Cultural, além de envolver o visitante em um ambiente projetado para o aproximar da vida e obra da personalidade homenageada, deixam um rastro digital. Nele, hoje, segue sendo possível conferir fotos, documentos, manuscritos, obras originais, audiovisuais, entrevistas e uma série de outros registros levantados durante as pesquisas feita para a elaboração de cada exposição. Desta vez, o site do instituto destaca a Ocupação Hilda Hilst, realizada em 2015, convidando o visitante online a mergulhar no universo da poeta, na semana em que ela completaria 90 anos. Ela nasceu no dia 21 de abril de 1930, em Jaú, e morreu em Campinas em 4 de fevereiro de 2004.

Em www.itaucultural.org.br/ocupacao/hilda-hilst/ é possível ver originais de suas obras fundamentais, textos manuscritos, anotações sobre o seu cotidiano e processo de criação, o áudio de uma entrevista concedida por ela à jornalista e também poeta Luiza Mendes Furia, fotos pessoais e alguns de seus admiradores, como a cartunista Laerte Coutinho, declamando alguns de seus poemas preferidos, entre outros.

Hilda é autora de obras como KadoshJúbilo, memória, noviciado da paixão, Com meus olhos de cão, além de A obscena senhora D. e O caderno rosa de Lori Lamby. Os últimos dois títulos mencionados também podem ser apreciados, em audiovisuais no site da organização. Em um deles, a atriz Iara Jamra fala sobre o processo de encenação de O Caderno Rosa de Lori Lamby, adaptado para o teatro, com direção de Bete Coelho. Em outro, é possível assistir à atriz Suzan Damasceno em um trecho do monólogo A Obscena Senhora D, adaptado em 2013, com direção de Donizeti Mazonas e Rosi Campos.

Serviço

Link de visitação: www.itaucultural.org.br/ocupacao/hilda-hilst/

Compartilhe!