O Portal da Arte Brasileira

Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo acontece entre 23 e 31 de outubro

0 21

A Oficina Cultural Oswald de Andrade recebe atividades da 3ª edição do Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo entre os dias 23 e 31 de outubro. Neste ano, o Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo ocupa a Oficina Cultural Oswald de Andrade com debates relacionados à crítica e criação teatral, metodologias de pesquisa e uma apresentação inédita para celebrar os 100 anos que a atriz Ruth de Souza (1921-2019) completaria, como um resgate da sua vasta contribuição nas artes cênicas.

Além da Oficina Cultural Oswald de Andrade, a 3ª edição do Dona Ruth: Festival de Teatro Negro de São Paulo contará com atividades on-line e presenciais do Itaú Cultural, Sesc SP (Sesc Interlagos, Sesc Santo Amaro, Sesc Ipiranga); da Secretaria Municipal de Cultura (Teatro João Caetano e Teatro Cacilda Becker); e do Museu Afro Brasil.

A atividade formativa “Quilombo artístico-pedagógico – A crítica como pensamento e criação”, nos dias 23 e 24, 30 e 31 de outubro, sábados e domingos, das 10h às 13h, busca incentivar a reflexão dos participantes sobre a crítica teatral como lugar de pluralidade das estéticas negras, a partir da análise de suas peças teatrais e performances contemporâneas. Também propõe a crítica como um espaço para colaborar com mais histórias e teorias do teatro brasileiro, questionando a ideia de Brasil e redistribuindo imaginários estéticos, éticos, políticos, dentre outros olhares. Tem mediação da atriz e crítica de teatro Soraya Martins e acontece pelo Zoom.

Post Patrocinado

O ato artístico “Eu, Ruth de Souza” será apresentado por Elisa Lucinda, atriz, poeta, escritora, jornalista e cantora, no dia 25 de outubro, segunda, a partir das 20h, no YouTube das Oficinas Culturais. Não é necessária inscrição para assistir e interagir.

Entre os dias 26 e 28 de outubro, terça a quinta, das 18h às 20h, será a vez do “Quilombo artístico-pedagógico – narrativas de si: metodologias de pesquisa biográfica de Ruth de Souza”. Como estudar as relevantes trajetórias de estrelas negras das artes cênicas brasileiras? Por que a livre escolha de um ofício ganha dimensão política e histórica? Essas e outras questões serão pensadas na atividade coordenada por Julio Claudio da Silva, historiador e doutor em História Social pela Universidade Federal Fluminense, biógrafo de Ruth de Souza é o escritor da obra “Uma Estrela Negra no Teatro Brasileiro” (2017), e por Sandra Almada, jornalista, professora universitária, escritora, Mestre em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ); autora de “Damas Negras”, com as trajetórias de vida e profissional das atrizes Ruth de Souza, Zezé Motta, Léa Garcia e Chica Xavier.

Serviço

“Quilombo artístico-pedagógico – A crítica como pensamento e criação”. Datas: 23 a 31/10. Sábados e domingos, 10h às 13h. Plataforma Zoom. Classificação: 18 anos. Link para inscrições: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/3bd80cc75f3bee69358296a3c4d8f01e.

“Eu, Ruth de Souza”. Data: 25/10. Segunda, 20h às 20h30. Classificação: Livre. YouTube: Canal Oficinas Culturais do Estado de São Paulo.

“Quilombo artístico-pedagógico – narrativas de si: metodologias de pesquisa biográfica de Ruth de Souza”. Datas: 26 a 28/10. Terça a quinta, 18h às 20h. Plataforma Zoom. Classificação: 18 anos. Link para inscrições: https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/e51c1eef0ce4c35af9069dabda7086ac.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X