“Galo Índio”, solo de Rodolfo Amorim, volta em cartaz na Oficina Cultural Oswald de Andrade em 4 de outubro. O espetáculo tem direção de Antônio Januzelli. Na montagem, um órfão tenta retratar seu pai ausente a partir de poucos fragmentos que se alojaram em sua memória. 

Na busca pelos contornos desse pai, sua própria infância emerge de sua memória e demonstra o quanto esse vazio foi determinante na construção da sua forma de ver e interagir com a vida. Um encontro entre pai e filho. Entre um adulto e sua criança.

“Galo Índio”remonta as lembranças do ator e autor Rodolfo Amorim em relação a morte de seu pai e o silêncio criado em torno desse fato na sua infância em Sorocaba.

Foto: Jonatas Marques.

Serviço

Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade – Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro – São Paulo.

Temporada: 4 a 26/10. Sextas, 20h. Sábados, 18h.

Ingressos: Grátis.

Classificação: 14 anos.

Compartilhe!