A mostra “Dança à Deriva 2019” acontece de 16 a 27 de outubro no Centro de Referência da Dança. A sexta edição do evento tem espetáculos, oficinas, ciclo de debates, lançamentos de livros e mostra de filmes, e reúne 120 artistas e 24 companhias de nove países latino-americanos. Artistas e companhias da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Peru e Uruguai apresentam seu trabalho autoral no evento.

A coordenação é de Solange Borelli. Toda a programação é gratuita, com ingressos distribuídos com 30 minutos de antecedência. Entre os destaques, no dia 21, são apresentados os espetáculos “Silêncio”, da Compañia InCORPO Danza Contemporánea, uma coprodução Argentina-Colômbia inspirada nas obras coreográficas de Anne Teresa de Keersmaeker; “Mensagens de Moçambique”, do Taanteatro, uma coprodução Brasil-Moçambique, sobre as lutas humanas pela soberania e autorrealização diante da herança colonial portuguesa desse país africano; e “VICHA – La Máquina Sensible”, do Colectivo Pita Torres, do Chile, sobre a solidão, estabelecendo um evento entre a interpretação do movimento e a musicalidade.

Outro destaque é “Fluctuantes”, do Coletivo La Vitrina (dia 26), do Chile, sobre o processo de mutação que as ideias sofrem ao serem transformadas em palavras e estas serem ouvidas pelos outros. A coreografia “Ficción”, da SOMA – Compañia Danza Contemporànea (dia 22), da Argentina, é uma experiência visceral e singular que estimula o espectador a participar, criando uma reflexão sobre a dança em distintos contextos socioculturais.

Serviço

Local: Galeria Formosa Baixos do Viaduto do Chá s/n – Centro – São Paulo.

Data: 16 a 27/10. Programação completa em www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/

Ingressos: Grátis.

 

Compartilhe!