O Portal da Arte Brasileira

Cia. Os Crespos estreia o filme-espetáculo “Dois Garotos que se afastaram demais do sol”

0 37

“Dois Garotos Que Se Afastaram Demais do Sol”, tem como fio condutor a disputa pelo título mundial de boxe de 1962, entre os afro caribenhos Benny Kid Paret – encenado pelo ator Rodrigo de Odé – e Emile Griffith, primeiro campeão mundial de boxe a assumir sua bissexualidade – interpretado pelo ator Sidney Santiago Kuanza.

No dia anterior à luta, durante a pesagem, o cubano Kid Paret havia proferido várias ofensas em relação à orientação sexual de Griffith, que subiu no ringue transtornado e desferiu uma sequência de golpes em Paret, levando-o ao coma. Paret veio a falecer 10 dias depois e o fato trágico assombrou o campeão até o fim dos seus dias.

A obra é baseada na peça “12º Round” do dramaturgo Sérgio Roveri, e faz uma série de pré-estreias em outubro, com exibições on-line e gratuitas. A primeira delas acontece em 4 de outubro, às 19h30, na 3ª Mostra de Cinema Negro “Faz Lá o Café”. Realizada pelos Crespos em parceria com o Grupo Clariô de Teatro, a mostra também apresentará filmes premiados como: “Café com Canela”, “Amor Maldito” e “Peripatético”.

Post Patrocinado

A ação do filme se passa no recorte temporal entre a preparação de Griffith e Paret para a luta, até os dias seguintes à morte de Kid Paret, quando Emile começa a ser atormentado pelo fantasma de Kid.  O curta, que não tem caráter biográfico, vai além da homenagem a Griffith. Na adaptação para o audiovisual, o roteiro buscou ler a luta hiperdramática preocupada em ressaltar questões enraizadas em uma sociedade racista, machista e homofóbica. “Um filme para falar sobre os fantasmas que surgem nas cabeças torturadas pelas lutas diárias de auto-defesa, numa sociedade cheia de mecanismos escravocratas, cujo controle dos corpos, fiscaliza nossos afetos e molda nossos afetamentos”, completou Lucelia Sergio.

“Dois Garotos Que Se Afastaram Demais do Sol” é fruto do projeto de “Mãos Dadas: Afetos Políticos, Contornos Poéticos” contemplado pela 35ª Edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a cidade de São Paulo.

Ficha Técnica

A partir do texto dramatúrgico: “12º Round” de Sérgio Roveri. Roteiro: Lucelia Sergio. Direção de Produção: Rafael Ferro. Produção: Rafael Ferro e Ramon Zago. Assistência de Produção: Niara Ngozi. Assistência de Direção: Ramon Zago e Cibele Appes. Direção: Lucelia Sergio e Cibele Appes. Elenco: Sidney Santiago Kuanza, Rodrigo de Odé, Teka Romualdo, Mônica Augusto e Eduardo Silva. Som direto: Edu Luz. Direção de fotografia: Cibele Appes e Lucas Kakuda. Operação de câmera: Lucas Kakuda, Isabel Praxedes e Cibele Appes. Lighting Designer: Denilson Marques. Técnicos de Luz: Lucas Barbosa e Rafael Casimiro. Direção de Arte e figurino: Gui Funari e Lia Damasceno. Realização e Produção executiva: Cia os Crespos.

Serviço

Transmissão Online.

Local: 3ª Mostra de Cinema Negro “Faz Lá o Café”. Data: 4/10. Sábado, 19h30. YouTube: Cia. Os Crespos.

Local: Teatro João Caetano. Datas: 8, 9 e 10/10. Sexta e sábado, 21h. Domingo, 19h. Facebook: Teatro João Caetano.

Local: Teatro Arthur Azevedo. Datas: 15,16 e 17/10. Sexta e sábado, 21. Domingo, 19h. Debate com direção e elenco no domingo, após exibição do curta. Facebook: Teatro Arthur Azevedo.

Local: CCSP. Mostra “Quando o Palco Se Fez Cinema”. Data: 16/10. Sábado, 18h45. YouTube: CCSP.

Local: Teatro Alfredo Mesquita. Datas: 5, 6 e 7/11. Sexta e sábado, 21h. Domingo, 19h. Facebook: Teatro Alfredo Mesquita.

Local: Teatro Cacilda Becker. Datas: 12, 13 e 14/11. Sexta e sábado, 21h. Domingo,19h. Debate com direção e elenco no domingo, após exibição do curta. Facebook: Teatro Cacilda Becker.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X