O Portal da Arte Brasileira

Cacilda Becker é homenageada pelo Itaú Cultural em seu centenário

0 23

O Itaú Cultural festeja o centenário de nascimento da atriz Cacilda Becker (1921-1969) em 6 de abril com um conteúdo especial de fotos, vídeos e depoimentos, em seu site, sobre uma trajetória que ainda hoje reverbera na cultura do país. Considerada uma das maiores atrizes do teatro brasileiro, ela é lembrada e celebrada por artistas, familiares e profissionais da arte e da cultura, que falam sobre o contato pessoal e profissional com a atriz, contam curiosidades e revelam o impacto deixado pelo seu legado.

A atriz Eva Wilma, que participa dessa homenagem, lembra o envolvimento fundamental de Cacilda com o que acontecia fora dos palcos, fosse referente à classe artística ou à política nacional. Recorda da participação das duas – ela, no Rio de Janeiro e Cacilda, em São Paulo –, em 1968, na passeata organizada pelos artistas contra a ditadura militar, e conta, ainda, da admiração pela força e determinação da atriz, que a inspiraram a encenar também, entre 1977 e 1979, “Esperando Godot”.

Outros olhares acerca do ambiente pessoal, do teatro e da despedida de Cacilda Becker também compõem o material especial do site do Itaú Cultural sobre o centenário. Das visões de familiares e artistas ouvidos para a reportagem da jornalista Cristiane Batista, vêm bastidores de sua história de vida e do palco. Das lentes de uma máquina fotográfica, são revelados registros inéditos dos ensaios da última peça de Cacilda e as lembranças de Amancio Chiodi, um jovem fotógrafo da época, que hoje expõe pela primeira vez esse olhar.

Post Patrocinado

Filho e neto de Cacilda, o ator e produtor Cuca Becker e o cineasta Guilherme Becker , cuidador do seu acervo, contam curiosidades da vida pessoal da atriz, como o característico batom vermelho e o salto alto sempre que usava, a vida em família e a importância do legado que ficou. Dos palcos, as referências e influências de Cacilda Becker para diferentes gerações de mulheres são relatadas pela fotógrafa Lenise Pinheiro, que dirige a recém-estreada “Viva Cacilda! Felicidade Guerreira”, escrita a partir do texto de 1998 de Zé Celso, assim como pelas atrizes Bete Coelho, Camila Mota, Isabella Lemos e Leona Cavalli, que viveram Cacilda em cena.

Foto: Amancio Chiodi.

Serviço

Disponível on-line.

Data: A partir de 6/4/21.

Site: www.itaucultural.org.br.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X