O Portal da Arte Brasileira

Andrea Caruso Saturnino lança “Ligeiro Deslocamento do real” pela Edições Sesc SP

0 16

Pesquisadora, artista, curadora e produtora de teatro, atualmente à frente da administração do Theatro Municipal de São Paulo, Andrea Caruso Saturnino é a autora de novo livro das Edições Sesc SP, “Ligeiro deslocamento do real”.  Compreendendo que a arte carrega em si a capacidade de iluminar perspectivas não palpáveis da realidade, Andrea mergulha em montagens contemporâneas e tece uma análise das novas formas de fazer teatro em diálogo com a complexa conjuntura social atual.

Para realizar sua pesquisa, Andrea recorreu a um cuidadoso recorte do espectro internacional, garantindo que todos os grupos escolhidos já tenham se apresentado no Brasil, o que também lhe permite discorrer sobre a recepção destas produções e seus desdobramentos no debate a que se propõe.

Buscando classificar as principais tendências recorrentes detectadas, o livro é dividido em três seções, com a primeira dedicada ao que a autora denomina “utopia”, baseada no entendimento da produção de conhecimento em artes como uma constante renovação de linguagem.

Post Patrocinado

Na seção Compartilhamento de Experiência Andrea aborda a proposição de ‘teatro do real’, que promove a interação com o público por meio de um fato social da contemporaneidade. Isso ocorre por meio da referência à peça Testigo de las ruinas, dos irmãos Rolf e Heidi Abderhalden, que integram a  companhia Mapa Teatro, de Bogotá. O espetáculo aborda a violência dos processos de renovação urbana na América Latina, tendo como ponto de partida de narrativa, e de cenografia, um antigo bairro da capital colombiana, o Cartucho, destruído para a construção do parque Tercer Milenio. A obra consegue levar o bairro para o palco com o uso de diversos dispositivos cênicos, estabelecendo uma aproximação vigorosa sem que haja o deslocamento do público para a situação in loco, artifício bastante utilizado nos últimos tempos.

A seção final do livro trata do uso de dispositivos e da ausência da figura do ator em cena, com deslocamento do eixo central dos espetáculos para o público. Nesta parte, são analisados Pendente de Voto, do catalão Roger Bernat, e Situations Rooms, do coletivo alemão Rimini Protokoll. Tem-se, com estes, algo que se assemelha a um jogo, com suas regras e suportes, com destino dependente do público. De acordo com a autora, também se faz notável, nesta proposta cênica, o uso de tablets e controles remoto como objetivos indissociáveis à realização. 

Serviço

Disponível.

Preço de Capa: R$73,00.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

AVISO!

Em virtude da pandemia de Covid-19, alguns eventos foram cancelados ou sofreram alterações. Centros Culturais ou espaços de exposição também fecharam.

Consulte sempre antes de se direcionar a um evento presencial.

X