Dicerqueira e Veronas participam de live da “Mostra AfroIndígena de Música Soteropolitana”

A segunda live da Aquahertz: “Mostra AfroIndígena de Música Soteropolitana”, festival que integra o projeto Asé Orin, acontece em 13 de fevereiro, sábado, a partir das 19h, com shows do rapper baiano Dicerqueira e da banda soteropolitana Veronas, formada por três mulheres negras e multi-instrumentistas. As apresentações serão transmitidas online e ao vivo pelos perfis do Youtube e Instagram do projeto, idealizado pelo Aldeia Coletivo, grupo que coabita a Casa Preta Espaço de Cultura, no bairro Dois de Julho/Salvador.

Membro da novíssima geração da música baiana, o rapper, cantor, ator e compositor Dicerqueira traz para o seu show composições que fazem parte de sua trajetória “Lendária” (2019) – sua primeira canção de trabalho, que logo ganhou destaque na cena soteropolitana e chamou a atenção de nomes consagrados como Maria Gadú e Caetano Veloso e “Grandeza”, que o levou a ser o primeiro rapper a vencer o Prêmio de Música Educadora FM, na categoria Melhor Intérprete Vocal (2019). 

Poesia concreta, baianidade e muitos contratempos, dão cara, voz e harmonia ao show de Veronas, trio de mulheres negras e multi-instrumentistas que trazem uma sonoridade que flerta com jazz, rock e com a malemolência musical e ancestral da Bahia em seu além mar.

Editora Lazuli - #euleiolazuli

Serviço

Data: 13/2/21. Sábado, 19h.

Instagram: @ase.orin.

YouTube: Canal Aldeia Coletivo.

2021
Comentários (0)
Comentar