“A Luta Amada – Movimentos LGBTQIA+ desde Stonewall” segue em cartaz no Centro Cultural da Diversidade

A exposição “A Luta Amada – Movimentos LGBTQIA+ desde Stonewall” segue em cartaz no Centro Cultural da Diversidade, com visitação de terça a domingo, das 10h às 18h, respeitando protocolos vigentes no momento para segurança do público, o que inclui apenas duas pessoas por vez dentro dos espaços fechados e trinta nos espaços abertos. O evento é uma parceria do Museu da Diversidade Sexual – MDS, instituição vinculada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, e do Goethe-Institut. A ocorrência da exposição em São Paulo é uma continuidade da edição Queer as German Folk, que aconteceu na Alemanha.
 
A mostra capta a atmosfera do movimento LGBTAQIA+ a partir de panfletos, cartazes e fotografias impressas em diferentes materiais, o que rende diversos tipos de interpretação. Alguns exemplos são materiais mais básicos, como tecidos e papéis, que representam o caráter DIY (faça você mesmo); e outros tecidos impressos em placas de espuma.

Mais de 100 objetos digitalizados, como fotografias, cartazes, panfletos, fanzines underground e obras artísticas revelam a história de debates intensos, ações de resistência, apresentações artísticas e festividades relacionadas aos últimos 50 anos de vidas LGBTQIA+ na Alemanha

Entre as peças exibidas, estão livros com fotos de homossexuais perseguidos pelo regime nazista; uma avaliação estatística do movimento gay e lésbico dos anos 1970 e 1980 de uma coleção concebida para museu intitulada “Holy Archive”; e vídeos com entrevistas de pessoas LGBTQIA+ que relatam seus “momentos Stonewall” que os fizeram começar a atuar politicamente. 

Serviço

Local: Centro Cultural da Diversidade – R. Lopes Neto, 206 – Itaim Bibi – São Paulo.

Visitação: Até 28/2/2021. Terça a domingo, 10h às 18h.

Informações: www.mds.org.br

Compartilhe!