O Portal da Arte Brasileira

14º Cine Esquema Novo acontece on-line entre 10 e 15 de abril

0 24

O 14º Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira ocorre entre os dias 10 e 15 de abril, com três mostras, 49 obras, seis delas estreias internacionais, seminário, oficinas, debates, muita interação nas redes sociais e o artista transdisciplinar Welket Bungué como artista convidado. Toda a programação será on-line e gratuita pelo site, e as obras estarão disponíveis durante os seis dias de evento para serem visualizadas a qualquer horário, on demand.

As obras se dividem em três mostras: a Mostra Competitiva Brasil, a Mostra Artista Convidado Welket Bungué e a Mostra Outros Esquemas. A primeira delas, a Competitiva, atraiu mais de 395 inscritos, com 31 obras escolhidas para integrar a principal mostra da programação do festival. Foram mais de 144 horas de material avaliadas e selecionadas pelo time de curadores formado por Dirnei Prates, Gustavo Spolidoro, Jaqueline Beltrame e Vinícius Lopes.

Este ano, por conta do formato on-line, a organização do festival inovou na Mostra Competitiva Brasil, criando o “Caderno de Artista”. A novidade, disponível no portal do festival, exibe diversos conteúdos construídos em parceria com cada um dos selecionados em espaços formatados para cada um deles, contendo, além do filme selecionado, uma outra obra que dialogue com o trabalho em competição, entrevistas, informações e outras imagens, convidando o público a ter uma maior compreensão do universo de cada realizador.

Post Patrocinado

A seleção conta com dez projetos assinados por duos ou grupos, oito realizadoras, dezenove realizadores, além de artistas agênero e não-bináries. Temáticas como cenário político brasileiro atual, direitos humanos, fim do mundo, saúde mental, questões indígenas, memória e história, racismo, solidão na contemporaneidade, identidade queer, religiosidade, futuro, exploração da natureza, territorialidade, laços familiares, entre outras, pautam os títulos selecionados a partir de onze Estados brasileiros e duas produções assinadas por brasileiros realizadas no exterior (ou em coprodução internacional).

A Mostra Competitiva Brasil premiará ao final do evento o Grande Prêmio Cine Esquema Novo 2021, com um troféu criado por Luiz Roque especialmente para o festival, além de prêmios em serviços da Locall, TECNA/PUCRS e CTAV. O júri desta edição é formado pela curadora Fernanda Brenner, a jornalista e documentarista Flávia Guerra, a realizadora Graciela Guarani e a multiartista Linn da Quebrada.

Quatro oficinas ainda integram a programação do evento, três delas em parceria com o Macumba LAB, coletivo de profissionais negros e negras do audiovisual no Rio Grande do Sul e outra com o projeto Câmera Causa, que promove pela terceira vez na programação do festival sua oficina. Com o Macumba, as oficinas são: “Animação Pixillation e a ilusão do movimento impossível”, ministrada pela multiartista e Mestra em Meios e Processos Audiovisuais pela USP, Marina Kerber; “Pluralidade e cinema, uma realidade possível?”, com as artistas Kaya Rodrigues e Sofia Ferreira e o workshop “Narrativas Antirracistas”, com a roteirista, diretora e crítica de cinema formada pela PUCRS, Gautier Lee. O projeto Câmera Causa ocorrerá em aulas práticas e teóricas ao longo dos dias de festival somando carga horária de 20 horas, com atividades ministradas pelos realizadores audiovisuais Gustavo Spolidoro e Lucas Heitor.

Confira a programação

Oficina “Animação Pixillation e a ilusão do movimento impossível”. Com Marina Kerber. Data: 11/4/21. Domingo, 15h às 18h.

Oficina “Pluralidade e cinema, uma realidade possível?”. Com Kaya Rodrigues e Sofia Ferreira. Data: 12/4/21. Segunda, 18h às 19h.  

Workshop Narrativas Antirracistas. Com Gautier Lee. Data: 13/4/21. Terça, 9h às 12h.  

Foto: Larry Machado.

Serviço

Transmissão on-line.

Datas: 10 a 15/4/21. Sábado a quinta.

Site: www.cineesquemanovo.org.

você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

X