Série de lambe-lambes desvendam nomes de bairros paulistanos

(Créditos: Reprodução/Paulo Vinicius Targa)

 

Você sabe o que significa Mooca? E Tatuapé ou Pirituba? Os nomes destes bairros de São Paulo são presentes no vocabulário de muitos que vivem ou visitam a cidade, mas muitos não sabem o significado dessas palavras em Tupi Guarani.

+ Aprenda como substituir anúncios do Facebook por arte

Um dia o artista paulistano Paulo Vinicius Targa foi comprar pamonha, e movido pela curiosidade sobre a origem da palavra, descobriu que ela tinha origem Tupi. A partir daí, começou uma pesquisa sobre palavras do nosso dia-a-dia com a mesma origem (e também de origem Iorubá e Bantu) e foi inevitável chegar a alguns bairros paulistanos.

Foi então que nasceu o Projeto Passuape, uma série de cartazes e lambe-lambes explicando o significado por trás de nomes como Ibirapuera, Anhangabaú e Tietê. O artista quis gerar questionamentos nas pessoas sobre as palavras que elas reproduzem diariamente, mas sem noção ou interesse nos significados.

 

(Créditos: Reprodução/Paulo Vinicius Targa)

 

Para criar os cartazes, Paulo fez uma grande pesquisa indo atrás de matérias, livros, conversando com pessoas de bairros e pesquisando autores que já haviam feito essa mesmo estudo. Mesmo com muitos cartazes já feitos, o artista afirma que ainda há muita coisa a ser estudada.

+ Marcelo Caetano: Reiterar ideias é um crime que não quero cometer

E como nasceram as artes? "As composições sempre começam no papel, rascunho a ideia sempre, mas basicamente (faço no) Illustrator, programa de vetorizaçao de imagens" disse para O Beijo.

Ficou interessada nos cartazes ou gostaria de presentear alguém querido com um lambe-lambe? É possível através da loja do artista ou através de sua página no Facebook: Passuape.

Mas o plano é que o projeto vá além do formato de lambe-lambe, "Minha ideia também é pintar murais com as palavras, fazer grandes dicionários urbanos nos próprios bairros, lugares. Tenho uma paixão bem grande por tipografia, grafitti e ilustração, unir isso tudo é uma realização pessoal bem forte" completa.

  • Butantã (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Butantã (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Guacuri (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Guacuri (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Anhangabaú (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Anhangabaú (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Ibirapuera (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Ibirapuera (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Ipiranga (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Ipiranga (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Itaquera (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Itaquera (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Jabaquara (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Jabaquara (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Mooca (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Mooca (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Tietê (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Tietê (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Tucuruvi (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Tucuruvi (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Anhanguera (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Anhanguera (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Pirituba (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Pirituba (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Tatuapé (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Tatuapé (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
  • Cambuci (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Cambuci (Crédito: Paulo Vinicius Targa)
    Comentários
    Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo