São Paulo ganha cinco novos painéis de edifícios em Outubro

(Créditos: Divulgação/Instagrafite)

 

Você tem notado que São Paulo anda mais colorida nesses últimos tempos? É que o número de obras de arte públicas instaladas em laterais de edifícios de São Paulo cresceu 25% em outubro.

+ Saiba quais são as séries mais maratonadas na Netflix

Calcula-se que até o início deste ano, existiam 20 painéis de grande dimensão em apenas de edifícios da cidade, grande parte (cerca de 14) concentrada no centro de São Paulo.

Assim, quem passa pelas ruas de São Paulo pode observar diversas obras de arte em empenas (paredes laterais de um edifício, sem aberturas), de artistas como os paulistanos Speto e Daniel Melin, o italiano Never 2501, Kobra, o argentino Tec, entre tantos.

 

(Créditos: Divulgação/Instagrafite) 

 

O número de painéis aumentou consideravelmente neste mês de outubro, com novas obras que acabam de ser inauguradas em edifícios residenciais do bairro de Pinheiros e fazer parte do NuFestival, evento de arte pública idealizado pelo NuBank.

Com diferentes formatos e técnicas, estas seis obras são assinadas por artistas da nova geração como a colombiana Gleo, e os brasileiros Fernando Chamareli, Criola, Renan Santos, Coletivo Muda (que instalou uma empena com azulejos pintados, inspirados pelo trabalho do artista Athos Bulcão).

+ Em peça, viciados discutem sobre grandes nomes da literatura

Para quem quiser conhecer, essas obras estão instaladas pelo bairro de Pinheiros, nos seguintes endereços: Avenida Rebouças, 1107 (obra da Gleo); Avenida Faria Lima, 528 (obra do Fernando Chamareli); Rua Cardeal Arcoverde, 653 (obra da Criola); rua Fradique Coutinho, 623 (obra do Renan Santos); Rua Pedro de Morais, 994 (obra do Coletivo Muda). 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo