Saiba quem são os indicados ao Prêmio ABCA 2018

A Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) divulgou os nomes indicados ao prêmio destinado aos artistas visuais, curadores, críticos, autores e instituições culturais que mais contribuíram para a cultura nacional em 2017.

Os prêmios são atribuídos pelo resultado da votação de cerca de 150 associados, em escala nacional, a partir das indicações que cada um envia para discussão e aprovação em Assembleia Geral da entidade. Os vencedores serão anunciados no dia 18 de abril.

Confira a lista completa:

 

 

// Prêmio Gonzaga Duque

(crítico associado pela atuação durante o ano)

Cauê Alves

José Armando Pereira da Silva

Luiz Camillo Osório

 

// Prêmio Sérgio Milliet

(crítico por pesquisa publicada)

Diego de Matos e Guilherme Wisnik – Cildo estudos, espaços, tempo, São Paulo, Editora Ubu, 2017

Fernando Cocchiarale, André Severo e Marilia Panitz – Artes Visuais, Coleção Ensaios Brasileiros Contemporâneos, São Paulo, Edição Funarte, 2017

Mario Ramiro – 3nós3: Intervenções Urbanas, São Paulo, Editora Ubu, 2017

               

// Prêmio Mario Pedrosa

(artista contemporâneo)

Bruno Faria

Rivane Neuenschwander

Rosana Paulino

 

// Prêmio Ciccillo Matarazzo

(personalidade atuante no meio artístico)

João Figueiredo Ferraz

João Moreira Salles

Pedro Mastrobuono

 

// Prêmio Mário de Andrade

(crítico de arte pela trajetória – filiado ou não)

Icleia Cattani

Lígia Canongia

Moacir dos Anjos

 

// Prêmio Clarival do Prado Valladares

(artista pela trajetória)

Anna Maria Maiolino

Carmela Gross

Nicolas Vlavianos

 

// Prêmio Maria Eugênia Franco

(curadoria pela exposição)

Gabriel Pérez-Barreiro e Michelle Sommer, pela curadoria da exposição “Mario Pedrosa - De la naturaleza afectiva de la forma”, Museo Reina Sofía, Madri. 2017

Joana D’Arc Lima pela curadoria da exposição  “Daniel Santiago em dois tempos, MAMAM, Recife, 2017

Regina Teixeira de Barros pela curadoria da exposição Anita Malfatti: 100 anos de arte moderna”, MAM, São Paulo, 2017

 

// Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade

(instituição pela programação e atividade no campo da arte)

Bienal Internacional de Curitiba

Museu Brasileiro da Escultura e Ecologia

Usina de Arte de Pernambuco

 

// Prêmio Paulo Mendes de Almeida

(melhor exposição)

Amélia Toledo – Lembrei que esqueci, apresentada no Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo, 2017

Histórias da sexualidade, no Museu de Arte de São Paulo, MASP, 2017

Levantes, apresentada no SESC Pinheiros, São Paulo, 2017

 

// Prêmio Antônio Bento

(difusão das artes visuais na mídia)

Revista Continente

Revista Dasartes

Rádio USP

 

Para saber tudo o que acontece no cenário brasileiro das artes, siga O Beijo nas redes sociais.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo