Referência na área, feira PARTE reúne galerias

(Créditos: Reprodução/Facebook Feira PARTE)

 

A PARTE, consolidada como uma das principais feiras de arte contemporânea da América Latina, chega à sua nona edição entre os dias 8 e 12 de novembro de 2017, em São Paulo, no Clube A Hebraica.

+ Kiolo apresenta fotos do cotidiano sem clichês

Referência no universo das artes visuais, a PARTE acontece desde 2011 com foco em trazer os novos talentos na arte. 

São escolhidas para expor na PARTE galerias de arte com propostas ousadas, selecionadas por um comitê independente, nesta edição formado por Aloisio Cravo, Carlos Bitú Cassundé, Raphael Fonseca, Regina Pinho de Almeida e Rejane Cintrão.

O evento reúne colecionadores experientes, que buscam novidades promissoras, e pessoas que iniciaram suas coleções mais recentemente ou estão em busca da sua primeira obra de arte. 

 

(Créditos: Reprodução/Facebook Feira PARTE)

 

Entre as principais galerias participantes, há nomes como Adelina Galeria (SP), Andrea Rehder Arte Contemporânea (SP), Aura Arte (RS e SP),  Murilo Castro Galeria (MG), Emma Thomas (SP), RV Cultura e Arte (BA), Myrine Vlavianos Arte Contemporânea (SC), Via Thorey (ES) e Zilda Fraletti (PR), além da Galeria Nicoli (SP), a única especializada em design-arte no Brasil, e Gachi Prieto, Pabellón4 e Buenos Aires Fine Arts, vindas da Argentina, país que tradicionalmente participa do evento.

Entre as novidades deste ano está a seção COLETIVOS, que apresenta grupos independentes de artistas. Outra grande novidade é a estreia da Seção SOLOS, em que o curador Douglas de Freitas selecionou artistas jovens representados por algumas das maiores galerias de arte do Brasil, para mostrarem seus projetos na PARTE, como proposta de dar visibilidade à nova geração da arte contemporânea nacional.

 + Virada Cultural 2018 abre formulário para inscrições

A PARTE também conta com projetos especiais do Centro Cultural Veras, de Florianópolis, com curadoria de Josué Mattos, ganhador do Prêmio Marcantonio Vilaça 2017, da Fundação Marcos Amaro, do Instituto Adelina e da Banca Tijuana.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo