Profissional de Marketing Digital denuncia racismo em loja de SP

Ayana Dandara Xavier, profissional de marketing digital, denunciou em seu perfil no Facebook agressão motivada por racismo. O caso, que tem mobilizado ativistas e simpatizantes do movimento negro, ocorreu no dia 12 de maio, às 9 horas e 30 minutos, no bairro de Cachoeirinha, Zona Norte de São Paulo.

+ Virada Cultural traz grandes nomes da música em shows gratuitos

Ayana conta que os questionamentos e agressões começaram desde sua entrada na loja. O tratamento seguiu durante a visita ao estabelecimento comercial onde foi perseguida,  "Ao caminhar através das prateleiras. Uma senhora perguntou se eu precisava de ajuda. Disse que não que eu estava olhando para escolher o presente. Agradeci. Dali instantes ela perguntou de novo. Disse-lhe que já tinha escolhido mas ainda não tinha me decidido que ela ficasse a tranquila, que a hora que eu decidisse compraria. Então fui questionada se eu tinha dinheiro para pagar. Então indaguei se ela fazia isso com todos os cliente ou era comigo em específico. Foi ai que então aquele rapaz que primeiro me abordou, veio me agredindo verbalmente dizendo que era para eu sair da loja que ali não eu compraria nada, novamente perguntei se eles faziam isso com todos ou era só comigo, disse que entrei para comprar e que estava com dinheiro e mostrei a ele (R$ 40,00 quarenta reais)".

+ Eles são seus animadores favoritos - e você não sabe

A discussão culminou com agressão e a chegada da polícia. Graças a uma conhecida que passou pelo local no momento do ocorrido, o tratamento à Ayana tornou-se menos violento. Uma manifestação em solidariedade ao caso de Ayana e outros casos de racismo foi convocada para dia 27 de maio. Confira abaixo o relato na íntegra da profissional.

 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo