Jochen Volz assume direção da Pinacoteca em 2017

 

Jochen Volz no pavilhão da Bienal (Créditos: Leila Fugii)

 

O curador da 32ª Bienal de Artes de São Paulo Jochen Volz assume a direção da Pinacoteca do Estado de São Paulo em maio de 2017. O curador e professor da USP Tadeu Chiarelli ocupa o cargo desde 2015.

Volz foi um diretores artísticos da galeria londrina Serpentine Galleries. Atualmente, é um dos curadores do Instituto Inhotim.

À frente deste último, optou, afirma, por "um caminho cuidadoso, quase passivo para ajudar alguém a encontrar a obra. Nunca se falou: ‘Você tem que entender isso e isso para apreciar'. Deixávamos eles à vontade e observávamos. Da experiência, desdobravam-se ações. Foi uma perspectiva muito importante, Inhotim trouxe essa confiança no público e na obra de arte”.

A 32ª edição da Bienal está na reta final de visitação. A mostra, que fica em cartaz até domingo (11/12), atraiu mais de 850 mil pessoas ao Pavilhão Ciccilio Matarazzo. O público esperado pela organização era 500 mil visitantes.

 

 

 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo