Exposição retrata e questiona cenário político brasileiro

A Galeria Aura hospeda pela primeira vez uma exposição da Galeria Mezanino. Sob curadoria de Renato De Cara, a mostra Sobre Homens e Ratos acontece de dia 15 de julho a 12 de agosto.

Com 20 trabalhos de 14 artistas, diferentes linguagens foram selecionados de maneira a promover a reflexão sobre os problemas políticos e sociais que o país enfrenta.

A necessidade de dar voz ao atual cenário de crise do Brasil acontece em virtude da situação de imprevisibilidade em que estamos imersos. O curador Renato de Cara afirma que trata-se de “uma exposição relâmpago e oportuna, na urgência dos nossos dias”. 

Vídeos, performances, objetos, fotografias, pinturas e gravuras são algumas das manifestações artísticas que serão apresentadas durante o mês de julho.

“Essa é a primeira edição do novo projeto que estamos desenvolvendo na Aura, possibilitando que outras instituições e agentes também tenham acesso ao nosso espaço para realizar ações. A ideia é compartilhar o espaço da galeria para movimentar diferentes formas de pensar e fazer arte. Começamos agora esse projeto e estamos abertos a outras propostas de ocupação da galeria”, explica a diretora Bruna Bailune. 

 

(Créditos: Reprodução / Facebook / Pio Figueiroa)

 

O Beijo conversou com Pio Figueiroa, um dos artistas da exposição, sobre seu trabalho em Sobre Homens e Ratos.

Pio apresenta cinco trabalhos fotográficos de personagens da Operação Lava Jato. São eles Leo Pinheiro, Sérgio Cabral, Eduardo Cunha, Lula e Palocci, em cenas que você já assistiu, mas de uma forma pouco provável.

O artista explica um pouco sobre o processo de produção dessas imagens. "Baixo o vídeo do depoimento da Operação, do Youtube mesmo, em baixa qualidade. Então seleciono um segundo e transformo em 24 quadros".

 

(Créditos: Reprodução / Facebook / Pio Figueiroa)

 

A imagem é, na verdade, a sobreposição destas 24 imagens, de forma que haja certa transparência entre elas. Como um segundo é suficiente pra captar o movimento, isso gera um tremor, uma acumulação. E o resultado final faz com que as pessoas se misturem com o ambiente.

Para Pio Figueiroa, o discurso midiático criado durante a Operação Lava Jato é um assunto atraente. "As pessoas sabem que existe uma opinião pública. Os depoimentos são usados como espetáculo de mídia, assim como o vazamento de informações. Me parece que a estética já determina a acusação".

E conclui: "Eu estou fazendo imagens de todos os depoimentos. A pretensão é que seja um documento autêntico desse momento. Um diagnóstico do que estamos vivendo".

 

(Créditos: Reprodução / Facebook / Pio Figueiroa)
 

Entre os artistas convidados para Sobre Homens e Ratos também estão Biba Rigo, Diógenes Moura, Felipe Cidade, Francisco Maringelli, Giselle Beiguelman e Nelson Brissac, Leo Sombra, Luanna Jimenes, Ludgero Almeida, Lula Ricardi, Paulo Whitaker, Renata Melo e Reynaldo Candia.

Para mais informações, acesse o evento da exposição nas Redes Sociais.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo