Disco traz composições que refletem sobre a sociedade atual

Em maio eu falei aqui que a cantora Lari Finocchiaro estava realizando uma campanha para gravar seu primeiro cd autoral. Pois bem! A campanha foi um sucesso e o cd já está pronto, faltando apenas alguns dias para seu lançamento.

Conversei com ela para saber mais sobre sua carreira e sobre este novo trabalho, o CARTA AO XXI e você pode conferir nossa conversa aqui embaixo.

 

(Créditos: Reprodução/Dani Gurgel)

 

Gostaria de pedir que se apresentasse para nosso público, falasse um pouco sobre você, sua trajetória musical, trabalhos que já realizou, etc..                         

Nasci em São Bernardo do Campo, em uma família que tinha a música como algo que atravessava o cotidiano. Nenhum deles tem a música como profissão, mas meus pais e minha irmã tocam violão e desde muito pequena cantávamos em casa.

Ouvia muito Secos e Molhados, Clube da esquina e já era fascinada pelos Saltimbancos. Aos poucos fui me aproximando  mais da música. Quando adolescente, entrei para a orquestra do Projeto Guri, me apresentando na Sala São Paulo e em outros espaços da cidade. Nesta época montei meu primeiro grupo vocal chamado Karallargá e gravamos o cd Karallargá Por Natureza (2010).

Junto à trajetória do Karallargá, me formei em Psicologia e em Saúde Coletiva.  Nesse processo aliei a arte, a música e a possibilidade de criação aos aspectos importantes da vida humana.

 

Na Universidade tive experiências nas diversas áreas da saúde, com a população em situação de rua e assistência social. Certamente minhas composições vem carregadas de cenas e afetos que vivenciei, vi, ouvi nessas situações.

Realizei trabalhos e parcerias com os músicos Bruno Conde, Gabriel Levy e Chico Saraiva. Além disso, me apresento desde de abril no restaurante do Hotel Fasano, Baretto, com repertório de música brasileira e jazz.

 

(Créditos: Reprodução/Dani Gurgel)

 

Seu trabalho também é focado na música brasileira. Quais são suas principais influências atuais do cenário musical nacional?

 A música e a literatura, em especial, têm sido as principais influências para o meu trabalho.

Chico Saraiva é um dos grandes compositores contemporâneos. Me interessa a forma como ele traz elementos da cultura popular para as suas composições. Além dele, e que fazem parte da nova geração, também tenho como referência Vanessa Moreno, Livia Nestrovski, Luedji Luna, Flaira Ferro e Tim Bernardes.

Na literatura tenho um amor imenso pela obra de Manoel de Barros e outras referências como José Saramago, Valter Hugo Mãe, Conceição Evaristo.

 

CARTA AO XXI é o primeiro cd autoral que está lançando. Fale um pouco mais sobre ele, sobre as composições e arranjos.

Este projeto é uma grande realização para mim! É meu primeiro trabalho solo em que me coloco inteiramente como compositora. São 10 canções minhas e  duas parcerias, uma com Vanessa Moreno e outra com Fernando Diniz. A canção que dá nome ao disco reflete o desejo de respeito às diferenças e à diversidade para uma melhor vida em sociedade.

Cada canção é uma narrativa, traz uma história, uma cena, um afeto. Nela, compartilho com todos e todas assuntos que dizem respeito a nós como sociedade.

Todas as canções foram arranjadas e produzidas pelo músico e compositor Fi Maróstica. O disco teve apoio cultural do estúdio Dá Pá Virada, com coprodução de Thiago Rabello. A arte gráfica e fotos foram feitas pela Dani Gurgel. 

Gravaram no disco os músicos: Fi Maróstica, Fabio Leandro, Debora Gurgel, Thiago Rabello, Rafael Mota, Rubinho Antunes, Alexandre Ribeiro participação de Vanessa Moreno e Renato Braz.

 Junto a este disco nasce o livro Que a Gente Esteja Vivo para Ver, que tem poemas meus e fotografias da artista visual Mariana Ser.

 

(Créditos: Reprodução/Dani Gurgel)

 

Quando e onde será o show de lançamento?

 O show de lançamento será dia 13 de setembro, às 20h no Itaú Cultural. A entrada é gratuita e a retirada dos ingressos acontece 1 hora antes do espetáculo.

O disco estará disponível em todas as plataformas digitais a partir do dia 30 de agosto. Sua versão física e o livro estarão à venda no dia do lançamento.

O show está cheio de artistas incríveis e contará com os músicos: Fi Maróstica, Rafael Mota, Cleber Almeida, Fabio Leandro, Joana Queiroz e ainda com participação da cantora Vanessa Moreno e de Renato Braz. Será uma linda festa para celebrar a chegada deste trabalho ao mundo, estão todos convidados!

 

 

Para saber sobre seu trabalho acesse www.larifinocchiaro.com.br.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo