Barbie da Frida Kahlo leva caso aos tribunais

Segundo informações do portal Hyperallergichá cinco dias a justiça mexicana tomou a decisão de proibir temporariamente a venda da boneca Frida Kahlo versão barbie. 

Existe uma disputa em relação a quem detém os direitos autorais sobre a imagem da artista entre a família de Frida, sendo representada por sua sobrinha-neta Mara de Anda Romeo, a Corporação Frida Kahlo e a fabricante da boneca, a companhia Mattel.

Crédito: (Divulgação/Esquerda: Frida Kahlo em 1932 (foto de Guillermo Kahlo, cortesia de Sotheby's, Wilimedia); Direita: A boneca barbie Frida Kahlo (Mattel)

Um dos pontos mais importantes levantados por Anda Romeu é de que a boneca não representa as características físicas e identitárias da artista. 

"[...] Esta deveria ser uma boneca mexicana: com a pele escura, as sombrancelhas juntas e não tão magra porque a Frida não era magra dessa forma. Frida também se vestia com roupas e jóias típicas do México [...]", disse em entrevista. 

Segundo as informações do site, Romeu já havia se mostrado contra a proposta da fabricante da boneca desde que a primeira imagem foi divulgada. 

Crédito:(Divulgação/Frida Kahlo sentada perto de uma planta de agave. Foto tirada em 1937 pela Vogue intitulada "Senhoras do México" (foto por Toni Freissel, pela Wikimedia)

Na reportagem, o site Hyperallergic ainda fala sobre o "esvaziamento" da biografia da artista na descrição da boneca na página da Mattel.  

"Nascida no México em 1907, a artista, ativista e ícone feminista Frida Kahlo foi e continua sendo símbolo de força, originalidade e paixão inabalável (...) Superando um grande número de obstáculos para seguir o sonho de ser uma grande artista, Frida preservou e ganhou reconhecimento por sua perspectiva e estilo único. Com sua paleta vibrante e misturando realismo e fantasia, ela trabalhou com tópicos importantes como identidade, classe e raça, fazendo sua voz, e de outras garotas e mulheres iguais a ela, ser ouvida."

 O "grande número de obstáculos"que Kahlo superou, segundo descreve superficialmente a Mattel, inclui uma poliomelite infantil e um acidente devastador de ônibus que deixou a artista com múltiplas fraturas, enquanto a Barbie Frida parece exatamente como as outras.

Crédito:(Divulgação/A nova coleção da Barbie intitulada "Mulheres inspiradoras", que inclui, além de Frida (centro) Amelia Earhart (esquerda) e Katherine Johnson (direita). (Mattel)

Mattel, acusada de não ter os direitos sobre a imagem da artista, argumenta que trabalhou o tempo todo ao lado da Corporação Frida Kahlo ,"a dona de todos os direitos relativos aos nome e identidade de Frida Kahlo, na criação das bonecas", alegou a fabricante.

Pablo Sangri, advogado da família Kahlo, disse à Agencia France Press que a Mattel falhou na comunicação com os parentes de Kahlo sobre os planos e, além disso, um contrato que agora esta expirado entre os dois [corporação e familiares] nunca garantiu à corporação o direito de fazer o que quisesse com a imagem da artista mexicana.

Crédito:(Divulgação/Mattel)

Sobre a decisão judicial que determina a suspensão da venda da boneca, Anda Romeu comentou: "estou emocionada, acho que a justiça está finalmente sendo feita" e completa: "Nós, a família da Frida, somos as pessoas que temos os direitos sobre a imagem dela". 

 

O portal AJ+Español publicou um vídeo em suas redes sociais no qual entrevista os familiares de Frida Kahlo a respeito do caso. 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo