As fotografias amadoras de um serial killer

A polícia e a promotoria de um condado americano na Califórnia divulgou mais de cem fotos de mulheres encontradas em um armário pertencente a um serial killer condenado, para tentar conseguir informações sobre possíveis novos crimes cometidos por ele.
 


O fotógrafo amador Rodney James Alcala, de 66 anos, foi condenado no final de fevereiro de 2010 pelos assassinatos e estupros de quatro mulheres e pelo sequestro e assassinato de uma menina de 12 anos, nos anos 1970.
 

 

O fotógrafo amador Roadney James Alcala, de 66 anos, foi condenado no final de fevereiro de 2010 pelos assassinatos e estupros de quatro mulheres e pelo sequestro e assassinato de uma menina de 12 anos, nos anos 70.
 

 

O serial killer já havia sido condenado à pena de morte nos anos 80 pelo assassinato da menina, mas durante o julgamento de um dos seus apelos à justiça, em 2006, novas evidências foram encontradas ligando-o aos demais crimes, pelos quais foi condenado em 2010.

 

 

A promotoria suspeita que ele pode ter cometido outros crimes, e por isso divulgou as mais de cem fotos de mulheres encontradas em 1979 em um armário com cadeado no qual ele mantinha uma série de objetos pessoais.
 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo