Temporalidade é o cerne da mostra OJardim de Daniel Malva

O fotógrafo Daniel Malva apresenta a mostra OJardim no dia 17 de janeiro de 2017 (terça-feira), a partir das 17h, na Galeria Mezanino, em Pinheiros, em São Paulo.  A exposição fica em cartaz gratuitamente até 25 de fevereiro de 2017.

 

Daniel Malva - ARBOR – série OJardim – 2014


Serão mostradas 23 fotografias p&b de uma série produzida, em 2014, em alguns laboratórios de anatomia humana. As imagens foram produzidas com uma câmera de grande formato e filme fotográfico no tamanho 13 x 18 cm. A série na sua totalidade (25 unidades) foi previamente apresentada no Museu Solar da Marquesa, em 2015/2016, no centro de São Paulo.

Humanidade
Com o intuito de contar a história do homem, a série OJardim nasceu a partir de um sonho. As obras, em seus títulos, assumem arquétipos de nossa trajetória, para compor um misto de lembranças de quem fomos e as projeções do que nos espera. 


O foco nítido nas imagens (resultado da lente confeccionada pelo artista, construída com vidro ótico) evidencia a relação morte/tempo, propondo uma quebra da sensação que temos de um presente eterno, causada pelas novas tecnologias, onde não conseguimos mais distinguir o passado, o presente e o futuro. 

 

Daniel Malva - OAceito – série OJardim – 2014


“Neste projeto, parti do ponto que somos um organismo que faz parte de um imenso jardim, ali é cultivada nossa coletividade e personalidade, e a todo tempo as ‘flores’ são trocadas e/ou reposicionadas, mantendo a continuidade e a composição de nossa existência no universo”, afirma Malva.

Tecnologia
Desde 2004, o artista busca novas abordagens para a sua produção: construindo lentes, criando novos reveladores de filme, mudando o software de câmeras digitais - todas essas práticas têm base em sua curiosidade em explorar como os objetos e processos funcionam. 

 

Daniel Malva - Ēvigilātus sīs – série OJardim – 2014

 

Em 2009, apresentou o ensaio Museu de História Natural na Galeria Mezanino, onde é representado no Brasil até o momento. Esta série fez parte da exposição e livro “Geração 00 – A Nova Fotografia Brasileira” com curadoria de Eder Chiodetto. Desde outubro de 2013, integra o corpo de artistas da galeria Kristin Hjellegjerde em Londres. Suas obras estão em fase de aquisição para o acervo do Museu da Cidade de São Paulo para Casa da Imagem onde fez uma exposição solo no final de 2015.

  • Galeria Mezanino - Rua Cunha Gago , 208 - Pinheiros, São Paulo
    (11) 3436-6306
    + Ver mapa
  • 17/01/2017 a 25/02/2017
  • Terça a sábado: 11h às 19h.
  • Entrada gratuita.
  • Classificação etária: livre.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo