Teatro Augusta recebe peça sobre o amor na sociedade patriarcal

(Créditos: Claudinei Nakasone)

 

Com Leonardo Miggiorin, João Bourbonnais, Andrea Tedesco e Frida Takáts, O Planeta Tá Um Lugar Perigoso fica em cartaz no Teatro Augusta, de 8 de março a 27 de abril. A obra do dramaturgo László Garaczi narra a história de Pedro, um menino de sete anos que não consegue dizer "eu te amo". O espetáculo, que já conquistou mais de 20 prêmios na Hungria, ganha sua primeira adaptação brasileira, com ingressos a R$ 40.

Ao identificar o problema da criança, a mãe do protagonista procura um psicólogo, o qual descobre tudo o que acontecerá com Pedro até seus 40 anos, por meio da hipnose. "Procurava por um texto contemporâneo, que falasse sobre nós e nosso mundo moderno. Achei na Hungria este texto provocativo, com uma linguagem permeada de humor, ironia e muitas referências. O título é uma delas, remete a uma frase de Einstein: mundo é um lugar perigoso de se viver", comentou Frida Takáts, também produtora do espetáculo.

Dirigida por Kiko Marques, a tragicomédia trata de questões sensíveis, como os problemas do amor na sociedade patriarcal, a qual dita os papéis sociais de homens e mulheres. Além disso, a produção traz para o palco a frieza das relações no mundo tecnológico, o hedonismo e o individualismo.

  • Teatro Augusta - Rua: Augusta, 943 - Cerqueira César, São Paulo
    (11) 3151-4141
    + Ver mapa
  • 08/03/2017 a 27/04/2017
  • Quartas e quintas: 21h.
  • R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).
  • Classificação: 16 anos.
Veja mais
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo