Silêncio relembra o desastre ambiental de Mariana

(Créditos: Divulgação/Stess Panissi)

 

Quais foram os vestígios deixados pelo desastre ambiental de Mariana, o maior da história do Brasil? A fotógrafa Stess Panissi exibe sua série de fotos Silêncio que relembra a tragédia acontecida há dois anos.

+ Cauã Reymond e Ney Matogrosso estrelam filme da Mostra

Os vestígios da catástrofe e as lembranças de toda uma comunidade são tema da exposição, com fotografias dominadas pelo tom de marrom da lama permeiam o projeto, que aborda as consequências do rompimento da barragem de rejeitos da mineradora Samarco.

 

(Créditos: Divulgação/Stess Panissi)

 

Além de não deixar que o desastre caia no esquecimento, o trabalho procura dar visibilidade a uma parte oculta da catástrofe, mostrando o cenário de Paracatu de Baixo, um subdistrito de Mariana que pouco apareceu na mídia quando a tragédia foi noticiada.

As imagens mostram cenários que carregam a história de famílias que costumavam viver ali: fragmentos das casas e ruínas de um lugar que agora só abriga o silêncio.

+ Portal disponibiliza história e cultura brasileira em imagens

A exposição integra o programa Nova Fotografia 2017, projeto anual do MIS que busca criar um espaço permanente para exposição de fotografias de artistas promissores que se distinguem pela qualidade e inovação do seu trabalho. As inscrições para a convocatória do ano que vem já estão abertas pelo site.

  • Museu da Imagem do Som (MIS-SP) - Avenida Europa, 158 - Jardim Europa, São Paulo
    (11) 2117-4777
    + Ver mapa
  • 02/11/2017 a 17/12/2017
  • Terça a sábado: 10h às 21h. Domingo e feriado: 9h às 19h.
  • Entrada Gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo