Satyros encena peça sobre a morte e a arte em um circo do horror

(Créditos: Edson Degaki)

 

Uma mala de viagem com um cadáver dentro surpreende a trupe de um circo de horrores ao ser encontrada em frente ao picadeiro. As diversas identidades dos artistas que por ali trabalham servirão de pista para descobrir de quem é o corpo e qual o possível suspeito do assassinato. Baseada nessa trama, nasceu Por trás das lonas de Babylon, a nova peça do Satyros com texto de Leonardo Dalla Valle. O espetáculo fica em cartaz de 18 de novembro a 16 de dezembro, com ingressos a R$ 40.

A Cia. Os Babylônicos é a responsável por contar a história dessa série de personagens estranhos que discutirão sobre o papel do artista na contemporaneidade e a morte como elemento transformador. 

"O texto nos lembra, emocionalmente, do que precisamos ‘matar’ para poder crescer. Contudo, penso que esse corpo que se decompõe em frente ao picadeiro também apresenta uma relação indireta e amistosa com a obra ‘A Morta’, de Oswald de Andrade – escrita durante o Golpe do Estado Novo (1937). Uma analogia sutil ao momento político vivido pelo Brasil após 2016, de perda da legitimidade do voto e das instâncias democráticas. Corpos importantes que também se decompõem aos olhos de todos”, explica o autor da peça.

A tragicomédia pretende refletir sobre a normatividade. Quem define o que é uma aberração? Quais comportamentos sociais, sexuais e afetivos caracterizam isso e quais devem ou não ser aceitos? A obra dirigida por Tom Garcia propõe como a arte pode contribuir para responder essas questões.

 

  •  (Crédito: Edson Degaki)
    (Crédito: Edson Degaki)
  •  (Crédito: Edson Degaki)
    (Crédito: Edson Degaki)
  •  (Crédito: Edson Degaki)
    (Crédito: Edson Degaki)
  •  (Crédito: Edson Degaki)
    (Crédito: Edson Degaki)
  •  (Crédito: Edson Degaki)
    (Crédito: Edson Degaki)
  •  (Crédito: Edson Degaki)
    (Crédito: Edson Degaki)
    • Estação Satyros - Praça Franklin Roosevelt, 214 - Consolação, São Paulo
      (11) 3258-6345
      + Ver mapa
    • 18/11/2016 a 16/12/2016
    • Sextas: 23h59.
    • R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia).
    • Classificação: 18 anos.
    Comentários
    Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo