Plasticidade Cromática nas obras de Lúcia Glaz

 

 

Obra da mostra "Diálogo da Cor" (Créditos: Reprodução)

 

Linhas cromáticas dispostas numa sucessão de contrastes e modulações. Esse é o universo da mostra “O Diálogo da Cor”, primeira exposição individual de Lúcia Glaz no Rio de Janeiro. A pintora santista mostra um desejo de explorar novos fenômenos perceptivos, considerando o potencial expressivo da cor em sua interação com a forma.

A exposição acontece de 25 de setembro a 14 de outubro na Almacén Thebaldi Galeria, no CasaShopping, e traz mais de 30 obras de acrílica sobre tela realizadas desde 2015, com predominância de obras recentes.

 

Obra da artista Lucia Glaz (Créditos: Divulgação)

 

A arquitetura da composição dos trabalhos de Lúcia Glaz organiza-se quase que exclusivamente em verticalidades ou horizontalidades. Os campos de cor são matizados em transparências que se superpõem, criando uma profundidade em camadas.

“Cor e estrutura são inseparáveis no meu trabalho. Às vezes, uso cores que não são aquelas prontas: são fruto de um experimento, de uma junção de cores. Outras vezes uso cores existentes, daquelas que a gente resgata na memória e lembra de alguma coisa”, conta a artista.

  • Almacén Thebaldi Galeria - Avenida Ayrton Senna, 2150 - Barra da Tijuca, Rio de Janeiro
    + Ver mapa
  • 25/09/2018 a 14/10/2018
  • Segunda a Sábado, das 10h às 21h. Domingos, das 15h às 21h.
  • Gratuito.

Tags:

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo