Peça expõe os efeitos colaterais da vida caótica em uma metrópole

(Créditos: Luan Cardoso)

 

Escrito por Drika Nery há 5 anos, Um Sol Cravado no Céu da Boca ganha sua primeira adaptação para aos palcos, com direção de Leonardo Medeiros. Na montagem, várias camadas da história retratam a mesma coisa: o impacto da vida na metrópoles nas relações entre indivíduos. O espetáculo fica em cartaz no Teatro da Rotina, de 28 de novembro a 20 de dezembro, com ingressos a R$ 30.

No palco, três desconhecidos revelam angústias comuns entre habitantes de uma grande cidade. Pedro usa a poesia como refúgio contra a regularidade do cotidiano. Marcela, vivendo um surto psicótico causado pela profissão de jornalista e o sentimento de vazio existencial, atropela uma menina. Marina vaga pelas ruas fazendo e produzindo arte, já que é incapaz de interagir social e formalmente. 

Nessa trama, o texto sem muita linearidade propõe a simplicidade, o afeto e as expressões artísticas como válvulas de espace contra o "inimigo urbano" que pode se tornar a metrópole e as relações vindas dela. 

  •  (Crédito: Luan Cardoso)
    (Crédito: Luan Cardoso)
  •  (Crédito: Luan Cardoso)
    (Crédito: Luan Cardoso)
  •  (Crédito: Luan Cardoso)
    (Crédito: Luan Cardoso)
  •  (Crédito: Luan Cardoso)
    (Crédito: Luan Cardoso)
    • Teatro da Rotina - Rua Augusta , 912 (ao lado do salão Retrô) - Cerqueira César, São Paulo
      (11) 95489-9836
      + Ver mapa
    • 28/11/2016 a 20/12/2016
    • Segundas e terças: 21h.
    • R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).
    • Classificação: 14 anos.
    Comentários
    Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo