Peça com Nathália Dill fala sobre conviver com as diferenças

(Créditos: Divulgação/Nana Moraes)

 

Você tem que lidar no dia-a-dia com alguém muito diferente de você? Na peça Fulaninha e Dona Coisa, as protagonistas Nathalia Dill e Vilma Mello, Fulaninha e Dona Coisa respectivamente tem que lidar diariamente com suas diferenças. 

+ Casa das Rosas oferece curso gratuito sobre Clarice Lispector

Dona Coisa é uma mulher moderna e independente que contrata Fulaninha, uma jovem sonhadora que chega do interior para trabalhar como empregada doméstica. 

O espetáculo retrata, através do humor, as dificuldades da convivência diária entre ambas, resultado das trapalhadas de Fulaninha, que entre muitas confusões pensa que a piscina do prédio chique de Dona Coisa é um açude e se assusta com o telefone e elevador.

 

(Créditos: Divulgação/Nana Moraes)

 

Apesar do estranhamento com a vida moderna, Fulaninha é muito esperta e usa a inteligência para conquistar a patroa, que só admite a empregada com muitas exigências, como dormir no local, trabalhar nos finais de semana e não namorar.

Sem saber sobre seus direitos, Fulaninha acata as exigências por também gostar da patroa e aproveita para curtir a casa como se, literalmente, fosse sua, usando as roupas de Dona Coisa e comendo suas comidas preferidas.

+ Série de fotos minimalistas mostram piscinas da era socialista

A peça se apropria do humor, da carência, da solidão e do encontro para falar das diferenças de origem e da relação entre duas pessoas, ao mesmo tempo, tão ricas e diferentes. 

  • Teatro Renaissance - Al Santos, 2.233 - Cerqueira César, São Paulo
    (11) 3188-4151
    + Ver mapa
  • 07/10/2017 a 29/10/2017
  • Sábado: 19h. Domingo: 20h.
  • R$100 (inteira), R$50 (meia).
  • Classificação: 12 anos.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo