"Narrativa" de Jimson Vilela é Prorrogada

 

Obra do artista Jimson Vilela (Créditos: Divulgação)

 

O artista visual Jimson Vilela apresenta a exposição indivudual "Narrativa", que tem visitação prorrogada até 19 de outubro de 2018, no Espaço das Artes da Escola de Comunicações e Artes (ECA), na Universidade de São Paulo (USP).

Com texto crítico do curador Agnaldo Farias, a mostra reúne 7 obras, produzidas entre 2010 e 2018, sendo que duas delas ganham nova versão. A palavra, a linguagem e a gramática fazem parte da sua poética artística, assim como os suportes para tal: o livro e o papel.

 

Obra que faz parte da Exposição "Narrativa" (Créditos: Divulgação)

Obras

Em "Duplo", a artista constrói uma sala formada por estantes de ferro industrial com uma mesa com um livro. Páginas agigantadas escapam desse livro atravessam a mesa e o piso para, logo em seguida, ascenderem pelas estantes, cobrindo-as totalmente, formando uma parede. A obra evoca "Adaptável ao espaço que as palavras ocupam", instalação realizada no Centro Cultural de São Paulo [CCSP], em 2015. Na abertura da exposição, a performance "Esquecer ao seu lado" será realizada dentro da instalação. Ela consiste em duas pessoas [uma destra/canhota] escrevendo ao mesmo tempo sobre uma mesma linha, o acúmulo de palavras gera uma mancha que simboliza a perda gradativa da escrita e o surgimento de uma outra forma de linguagem entre aqueles que escrevem.

Em "Névoa", um único dicionário é aberto e organizado em 36 módulos distribuídos sobre a parede, formando uma grande instalação. Inúmeras palavras/significados são apagados, exceto o verbete referente a palavra névoa, celebrando assim o silêncio e a delicadeza destacando a forma, a estrutura das folhas dos livros, dialogando com o minimalismo e arte conceitual.

  

Sobre Jimson Vilela

Nasceu no Rio de Janeiro, 1987. Vive e trabalha em São Paulo, desde 2011. Doutorando em Poéticas Visuais (ECA/USP, 2020), Mestre em Poéticas Visuais (ECA/USP, 2015) e Bacharel em Artes Visuais (IART/UERJ, 2010).

Atua como artista visual desde 2008, entre suas principais exposições destacam-se as individuais Adaptável ao espaço que as palavras ocupam (Centro Cultural São Paulo, 2015), Sintomas e Efeitos Secundários da Sintonia (Casa Modernista, 2013) e Cambio (Nuevo Museo Energía Arte Contemporáneo, 2012) e; as coletivas Retrospectiva -25 anos Programa de Exposições CCSP (Centro Cultural São Paulo, 2015), Convite à viagem (Rumos Itaú Cultural, 2012 e 2013), e 6ª e 7ª Bienal Internacional da Bolívia (SIART, 2009 e 2011).

  • Escola de Comunicação e Artes da USP - Rua da Praça do Relógio, 160 - Cidade Universitária - USP, São Paulo
    + Ver mapa
  • 10/09/2018 a 19/10/2018
  • Segunda a sexta, 9h às 20h
  • Gratuito.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo