Memórias Póstumas de Brás Cubas vira musical em adaptação

(Créditos: Divulgação/Lucas Brandão)

 

Memórias Póstumas de Brás Cubas, um dos maiores clássicos da literatura brasileira ganha adaptação no musical cômico. A adaptação da obra homônima de Machado de Assis é um monólogo, protagonizado por Marcos Damigo.

+ Espetáculo tem como ponto de partida ritual fúnebre

Na trama, o anti-herói Brás Cubas é o esteriótipo do homem burguês, sem escrúpulos e sem ética, e nos revela a continuidade de um comportamento oportunista que persiste no Brasil desde o século XIX.

 

(Créditos: Divulgação/Lucas Brandão)

 

Na adaptação, Brás (que está morto) realiza uma “conversa” entre quatro artes: o teatro, a literatura, a dança e a música, estas duas últimas especialmente ligadas à alma e à cultura brasileiras.

+ Netflix disponibiliza filme sobre anorexia

O ator dialoga com a plateia, canta, dança, discorre sobre seus envolvimentos amorosos e episódios de sua vida enquanto passeia pelas agruras da sociedade de seu tempo. O monólogo destaca a genialidade de Machado de Assis, fazendo o público olhar criticamente a sociedade brasileira do século 19.

  • Teatro Eva Herz - Av. Paulista (Conjunto Nacional, na Livraria Cultura), 2073 - Bela Vista, São Paulo
    (11) 3170-4059
    + Ver mapa
  • 20/07/2017 a 29/09/2017
  • Quinta e sexta: 21h. No feriado de 7 de setembro, às 18h.
  • R$50 (inteira), R$25 (meia).
  • Classificação: 14 anos.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo