"Luis Antonio - Gabriela" reestreia desafiando o conservadorismo

Nelson Baskerville assina a direção, trilha sonora, cenografia e iluminação (Créditos: Bob Sousa)

 

Luis Antonio - Gabriela já se tornou um clássico dos palcos brasileiros e agora reestreia em São Paulo no novo espaço da Companhia Mungunzá. O espetáculo narra a vida da irmã transsexual do criador e diretor da obra, Nelson Baskerville, na descoberta por sua real identidade. Desafiando os valores conservadores de uma típica família brasileira da década de 1960, Luis Antonio parte para a Espanha em busca de liberdade para viver como Gabriela. A peça fica em cartaz no Teatro de Contêiner Mungunzá, de 11 de março e 17 de abril, com ingressos a R$ 30

O ator Marcos Felipe em cena
(Créditos: Bob Sousa/ Divulgação)

O espetáculo é na verdade um documentário cênico, que tem início em 1953, com o nascimento do filho mais velho de cinco irmãos, Luís Antônio. O menino passou a infância, a adolescência e parte da juventude no litoral de São Paulo, antes de viver na Espanha. O trabalho foi construído a partir de documentos e depoimentos de Nelson, sua família e amigos. 

Em 2002, o diretor recebeu uma ligação de sua madrasta, comunicando que o irmão estava morto: "Luís Antônio, para mim, era aquele irmão, oito anos mais velho, que sempre mantive na sombra. Só poucos amigos sabiam da sua existência, ele era aquele que, além de me seduzir e abusar sexualmente, fazia com que muitos dedos da cidade de Santos fossem apontados para nós, os 'irmãos da bicha', 'a família do pederasta' e outros nomes. Sou obrigado a confessar que a notícia da morte dele não me abalou nem um pouco", contou Baskerville. 

Depois de quase 30 anos sem notícias, ele e a irmã, Maria Cristina, iniciaram uma jornada em busca de informações sobre a morte de Luis Antonio, que na verdade estava vivo e agora se chamava Gabriela. Ela havia sido uma estrela das noites da cidade espanhola de Bilbao, era viciada em cocaína e tinha AIDS. Através de Maria, que decidiu encontrá-la, a família passou a receber notícias até sua verdadeira morte, em 2006.

  •  (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
    (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
  •  (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
    (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
  •  (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
    (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
  •  (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
    (Crédito: Bob Sousa/ Divulgação)
    • Teatro de Contêiner Mungunzá - Rua dos Gusmões, 43 - Santa Efigênia, São Paulo
      + Ver mapa
    • 11/03/2017 a 17/04/2017
    • Sexta a segunda: 20h.
    • R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).
    • Classificação: 16 anos
    Comentários
    Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo