Jards Macalé se apresenta no Sesc Pompeia

Cresceu em Ipanema, onde jogava futebol na praia e ganhou o apelido de Macalé, o nome daquele que era considerado “o pior jogador do Botafogo”. Estudou piano e orquestração com Guerra Peixe, violão com Jodacil Damasceno, violoncelo com Peter Dauelsberg e regência com Mario Tavares. Formou grupos musicais desde a adolescência e, em 1965, acompanhou Maria Bethânia – quando substituiu Nara Leão no espetáculo Opinião.

 

(Créditos: Divulgação)

 

Nos anos 60, tornou-se diretor musical de seus shows, conhecendo os baianos Gal Costa, Gilberto Gil e Caetano Veloso. Fez músicas para Gal, Nara e Elizeth Cardoso na virada da década de 1970, notadamente o clássico Vapor Barato (com Waly Salomão) e, contratado pela RGE, gravou seu primeiro disco solo – Só Morto. Nos shows de 14 e 15 de janeiro, Jards Macalé lançará o box retrospectivo de sua carreira na comedoria do Sesc Pompeia. 

  • Sesc Pompeia - Rua Clélia, 93 - Pompéia, São Paulo
    (11) 3871-7700
    + Ver mapa
  • 14/01/2017 a 15/01/2017
  • Sábado: às 21h.
  • R$40 (inteira) R$20 (meia-entrada)
  • Classificação etária: livre.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo