"Esparrama pela Janela" reestreia e volta a encantar o Minhoção

  •  (Crédito: Sissy Eiko)
    (Crédito: Sissy Eiko)
  •  (Crédito: SissyEiko)
    (Crédito: SissyEiko)
  •  (Crédito: SissyEiko)
    (Crédito: SissyEiko)
  •  (Crédito: SissyEiko)
    (Crédito: SissyEiko)
  •  (Crédito: SissyEiko)
    (Crédito: SissyEiko)
  •  (Crédito: SissyEiko)
    (Crédito: SissyEiko)

    Após 4 meses de janelas fechadas, o Grupo Esparrama retorna ao Minhocão com Esparrama pela Janela. De 22 de janeiro a 12 de fevereiro, a companhia volta a contar a história de um morador que, cansado do caos e do barulho da cidade, passa a transformá-los em música e cria um universo mágico. A peça premiada agrada o público de todas as idades e é gratuita. Basta se acomodar em frente às janelas com cadeiras de praias ou toalhas e curtir o espetáculo.

    A menina moradora do prédio se torna uma princesa que habita um castelo; O palhaço se transforma num casaco; O seresteiro cresce até virar um gigante; O atleta decide ser dançarino e até uma família de monstros aparece na janela para participar da história.

    Com muita risada e poesia, o projeto traz cor ao clima cinza de São Paulo e reafirma a utilização do espaço público como palco para arte e transformação social. "Pretendemos continuar transformando, trocando experiências e acima de tudo crescendo com essa troca. Ouvir, aprender e quem sabe multiplicar ações que modifiquem a vida dos moradores da região para melhor", comentou Iarlei Rangel, diretor do grupo. 

    As apresentações ocorrem na altura do nº 158 da Avenida Amaral Gurgel, entre as alças de acesso do Metrô Santa Cecília e a Rua da Consolação. Nestes pontos haverá sinalizações indicando o local do espetáculo. Em caso de chuva, o grupo não se apresenta e, com duas horas de antecedência, emite uma notificação em sua página do Facebook

    • Minhocão - , - , São Paulo
    • 22/01/2017 a 12/02/2017
    • Domingo: 16h.
    • Entrada gratuita.
    • O espetáculo ocorre altura do nº 158 da Avenida Amaral Gurgel, entre as alças de acesso do Metrô Santa Cecília e a Rua da Consolação.
    Veja mais
    Comentários
    Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo