Felipe Fernandes transita entre figuração e abstração

A Galeria Ibeu, localizada no Jardim Botânico no Rio de Janeiro, recebe a exposição Âmbar, de Felipe Fernandes entre os dias 9 e 30 de maio. 

Abertura acontece no dia 8 de maio, a partir das 18h30. 

Crédito:(Divulgação)

Ocupando um lugar entre a figuração e a abstração, o artista visual Felipe Fernandes lança mão de materiais facilmente encontrados em papelarias para compor a exposição “Âmbar” sob curadoria de Cesar Kiraly.

A mostra será composta por 30 pequenas telas – 15x20cm, aproximadamente -, tendo como referência ilustrações de livros infantis, cujo uso de técnicas artesanais na produção de imagens é frequente, como recortes, canetas hidrocor, métodos de impressão rudimentares, assim como ilustrações inteiramente digitais que simulavam a construção de imagem artesanal.    

Crédito:(Divulgação)

Para o curador Cesar Kiraly, as pinturas passam uma ideia sutil de instante, como uma cena apreendida no tempo, mas não muito bem definida.

Por se tratarem de cenas com uma forte carga abstrata, acabam remetendo mais à sensação, humor, "clima", do que de um instante onde é possível construir uma narrativa mais eficiente.

A palavra “âmbar” remete a  uma resina natural que muitas vezes é encontrada na natureza com algum pequeno instante capturado.

É também usada como objeto ornamental, lapidado e usado como uma pequena gema, lembrando o tamanho das telas e o grau de atenção depositado nelas.

Para compor a exposição, o artista utiliza pinturas de execução lenta trabalhadas em grupos de 10 telas, voltando em cada uma delas até a composição final.

Crédito:(Divulgação)

 

  • Galeria Ibeu - Rua Maria Angélica, 168 - Jardim Botânico, Rio de Janeiro
    + Ver mapa
  • 09/05/2018 a 30/05/2018
  • Segunda a quinta: 13h às 19h. Sexta: 12h às 18h.
  • Gratuito.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo