Exposição sobre Renato Russo é a maior da história do MIS

O Museu da Imagem e do Som inaugura, no feriado de 7 de setembro, uma das exposições mais aguardadas do ano. Renato Russo presta homenagem a um dos maiores ícones da música brasileira na maior exposição feita pelo MIS-SP.  

Renato Russo apresenta, por meio de uma experiência imersiva, a vida e a obra deste ícone do rock brasileiro.

A exposição, que parte exclusivamente do acervo do cantor, apresenta objetos pessoais, peças de vestuário, fotografias, manuscritos, instrumentos musicais, documentos escolares e cartas de fãs, além de outros objetos que percorrem sua trajetória.

 

(Créditos: Reprodução)

 

O público vai mergulhar no caráter multifacetado de Renato Russo, que, além de letrista, também produziu desenhos e pinturas, bem como uma peça de teatro e projetos cinematográficos.

Particularidades como suas coleções de anjos e de baralhos de tarô também podem ser vistas.

Giuliano Manfredini, único filho do artista, concedeu ao MIS total acesso ao apartamento de Renato Russo no Leblon, confiando à equipe do museu sua catalogação, conservação e adaptação para a exposição. 

Parte deste apartamento será remontado no Museu, que soma mais de mil itens do líder do Legião Urbana, falecido em 1996.

 

 

 "Quase tudo é manuscrito, tem bem pouca coisa datilografada", afirma a co-curadora Fabiana Ribeiro, responsável pela organização do acervo. 

Ela conta também que a arrumação obsessiva do cantor, que guardava e catalogava tudo o que tinha, ajudou: "Diante dessa organização, não tem como mostrar de outra forma, o acervo manda na exposição, não precisa procurar um roteiro, a exposição meio já se monta".

A mostra conta com curadoria de André Sturm, ex-diretor do MIS, e direção de arte do Ateliê Marko Brajovic.

 

 

  • Museu da Imagem do Som (MIS-SP) - Avenida Europa, 158 - Jardim Europa, São Paulo
    (11) 2117-4777
    + Ver mapa
  • 07/09/2017 a 28/01/2018
  • Terça a sábado: 10h às 21h. Domingo e feriados: 9h às 19h.
  • Inteira R$ 30. Meia R$ 15.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo