Espetáculo traz o feminismo em perspectiva e dança

(Créditos: Divulgação / Fábio Brazil)

 

O espetáculo de dança Ana Bastarda procura unir uma perspectiva histórica das origens do feminismo e leituras sobre o feminino no mundo contemporâneo; e está em cartaz até dia 30 de abril na sede do Instituto Caleidos.

A encenação remete a um dos elementos estruturantes das primeiras organizações feministas: o encontro de mulheres para compartilhar relatos e romper com a ideia de culpa pessoal e destino individual revelando a questão social que se ancorava nas vivências de cada uma delas, chamados de grupos de ampliação de consciência.

Em Ana Bastarda, o universo da presença e da apropriação do espaço cênico como um espaço de relato, reconhecimento e empoderamento promove a união de tempos, espaço e pessoas numa perspectiva do feminino no tempo presente. A interação com o público se dará por meio da voz – leitura de poemas – e dos corpos que compõem as cenas junto aos bailarinos.

 

(Créditos: Divulgação / Fábio Brazil)

 

O espetáculo é parte de três encenações que tomam como foco para a reflexão as vítimas preferenciais da violência na cultura do macho: a mulher, o homossexual e a criança. Dentro desta proposta, um primeiro trabalho já se realizou: Mairto – que foca a violência contra homossexuais. O segundo se concretiza com a estreia de Ana Bastarda – focando a condição do feminino na cultura do macho. E abre-se a perspectiva para João e Maria, o terceiro trabalho da trilogia focando a violência contra as crianças.

 

  • Instituto Caleidos - Rua Mota Pais, 213 - Lapa, São Paulo
    (11) 3021-4970
    + Ver mapa
  • 13/04/2017 a 30/04/2017
  • Quinta a sábado: 20h. Domingo: 19h.
  • Entrada gratuita.
  • Os ingressos devem ser retirados com 30 minutos de antecedência no local.

Tags:

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo