Edith Derdyk cria instalação com 60 mil metros de algodão

Detalhe da instalação de Edith Derdykin (Créditos: Divulgação)

 

60 mil metros de linhas brancas de algodão, 4 mil pregos enferrujados e alfinetes dourados e pedaços de carvão compõem a instalação da artista Edith Derdik na galeria Mezanino, exibida a partir de 26 de novembro.

O trabalho, intitulado Dos Caminhos que se bifurcam, se inspira em uma imagem  criada a partir de duas referências: o conto do escritor Jorge Luis Borges (‘O jardim das veredas que se bifurcam’) e a mitologia grega das Moiras -- três irmãs que determinavam o destino, tanto dos deuses, quanto dos seres humanos, responsáveis por fabricar, tecer e cortar aquilo que seria o fio da vida de todos os indivíduos.  

 

Vista geral do site-specific (Créditos: Divulgação)

 

A instalação conta com a colaboração das performers Luanna Jimenes e Melina Furquim. O poeta/artista Arturo Gamero é o autor do texto crítico. A exibição segue até 20 de dezembro. A entrada é gratuita. 
 

(Créditos: Divulgação)

 

  • Galeria Mezanino - Rua Cunha Gago , 208 - Pinheiros, São Paulo
    (11) 3436-6306
    + Ver mapa
  • 26/11/2016 a 20/12/2016
  • Terça a sábado: 11h às 19h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo