Denise Milan expõe Individual na Galeria Lume

 

 

"Feérico", 2018. Denise Milan (Créditos: Luiza Luz)

 

Com curadoria de Marcello Dantas, a mostra orDeNAção: O DNA Da Pedra apresenta ao público narrativas simbólicas criadas pela artista Denise Milan, que integra a 33ª Bienal de São Paulo. A artista estreia sua segunda exposição individual na Galeria Lume que fica em cartaz até 10 de novembro.

Do caos à ordem. Cada pedra, uma história. Ao longo dos últimos 30 anos, a artista multidisciplinar tem se dedicado aos estudos dos processos geológicos. Foi o conhecimento formal sobre os cristais e os geodos que a inspirou na criação de uma linguagem artística singular, pautada pelas formas surpreendentes da natureza.

A mostra reúne 19 obras da artista, entre esculturas, objetos, instalações e desenhos. Os trabalhos, todos recentes e inéditos, compõem um conjunto síntese de sua obra. Pela primeira vez, Denise expõe ao público as várias etapas de seu processo criativo: do aprendizado científico à interpretação de padrões gráficos encontrados na própria natureza - matéria bruta de suas composições.

 

"Erupta", 2018. Denise Milan (Creditos: Luiza Luz)

 

Agregação, tensão, generosidade, entrega, dúvida, alegria, frustração, medo e narcisismo. Esses são alguns dos sentimentos e processos ativos decodificados por Denise a partir de uma leitura minuciosa dos minerais. Juntos, os hieróglifos criados pela artista dão origem a Alfabeto Mineral (2018) e Linguagem das Pedras (2018).

A obra de Denise Milan toma como ponto de partida a geologia. A artista, entretanto, não possui um comprometimento com a verdade de rigor científico.  Sua relação com as pedras é extremamente intuitiva. "Para cada uma delas, Denise enxerga uma história, a qual abraça e, dela, extrai uma relação poética intimamente ligada com o seu criar", pontua o curador.

 

"Detalhe" Denise Milan (Créditos: Luiza Luz)

 

  • Galeria Lume - Gumercindo Saraiva, 54 - Jardim Europa, São Paulo
    (11) 3168-0351
    + Ver mapa
  • 05/09/2018 a 10/11/2018
  • Segunda a sexta, das 10h às 19h. Sábados, das 11h às 15h
  • Gratuito.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo