Bloco Ilê Aiyê Celebra Trajetória Cultural

 

Bloco Ilê Aiyê (Créditos: Richner Allan)

 

O Bloco Ilê Aiyê, primeiro bloco afro do Brasil, se apresentará no Auditório Ibirapuera nas noites de 5 e 6 de outubro materializando os melhores registros de sua trajetória histórica, cultural, musical e de resistência. Os espetáculos serão uma celebração e, ao mesmo tempo, uma espécie de registro vivo de toda riqueza que será documentada na Ocupação Ilê Aiyê (a 42ª Ocupação Itaú Cultural), que ficará em cartaz no Itaú Cultural até o dia 06 de janeiro de 2019.

 

Integrante do Bloco Ilê Aiyê (Créditos: Richner Allan)

 

No dia 5, sexta, às 21h,  apresentarão um repertório repleto de grandes sucessos desde sua fundação, em 1974. O espetáculo contará com participação especial dos blocos Ilu Inã e Ilú Obá de Min Cada bloco tocará duas músicas junto com o Ilê Aiyê.

Já no dia 6, sábado, as 21h, duas cantoras baianas residentes em São Paulo vão participar do show, como forma de promover a sinergia do grupo tradicional com artistas da nova geração; São elas Xenia França e Luedji Luna. "Esse espetáculo será uma grande celebração e marcará um momento muito importante para o grupo, que está redescobrindo muitas coisas também. Para nós é gratificante essa oportunidade de mostrar nossa trajetória e poder contar com a presença desses grupos e cantoras mais recentes", conta Val Benvindo, produtora do Ilê Aiyê.

O tema do Ilê Aiyê para o carnaval 2019 será a celebração dos 45 anos da música "Que bloco é esse?", um dos grandes sucessos do grupo, que estará no repertório das duas noites ao lado de outras consagradas como “Mais Belo dos Belos”, “Pérola Negra”, "Adeus Bye Bye" e " Oração a Mandela", entre outras.

  • Auditório Ibirapuera - Av. Pedro Álvares Cabral, 111 - Ibirapuera, São Paulo
    (11) 5576-7600
    + Ver mapa
  • 05/10/2018 a 06/10/2018
  • Sexta e Sábado às 21h
  • R$ 30 (inteira) R$ 15 (meia)
  • A venda de ingressos será realizada nos canais da Ingresso Rápido e na bilheteria do Auditório Ibirapuera
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo