Beatriz Chachamovits alerta sobre formação de corais e o mar

Inaugura em 1 de abril, a individual da artista Beatriz Chachamovits, Mar Branco, na Galeria Tato. É  uma exposição que nos remete à importância do mar em nossas vidas e nos possibilita o conhecimento repleto de reflexões sobre nosso dever com ele.

Por meio do desenho e da escultura, a artista investiga o ecossistema marinho, evidenciando seus seres e formas exóticas, destacando a situação de risco que os recifes de corais se encontram.

 

(Créditos: Divulgação)

 

Os corais são animais invertebrados, que existem a mais de 500 milhões de anos e vivem fixos a rochas e a sedimentos no solo marinho. Juntam-se em enormes colônias - chamadas de recifes de corais, formando as maiores estruturas vivas da terra.

A biodiversidade presente nos recifes de corais é tão vasta que chega a ser maior que a das florestas tropicais, mesmo que eles cubram menos de um por cento dos solos oceânicos. Eles funcionam como um filtro e, nesta condição, são responsáveis por proteger as costas dos impactos ambientais gerados por erosão, correntes, ondas e tempestades.

Devido a sua extrema delicadeza e sensibilidade à variação da temperatura e do ph da água, os recifes de corais são os primeiros seres vivos a serem afetados pela destruição ambiental produzida pela humanidade.
 

(Créditos: Divulgação)

 

Os novos aquários da artista, que serão apresentados, são o espelho dos corais marinhos em extinção. “O universo permeado pelo trabalho de Beatriz Chachamovits traz elementos biológicos, como os fósseis e a vida microscópica e submarinha, para transformá-los em esquemas onde o absurdo dá luz a um ecossistema fantástico. A investigação sobre a natureza torna-se uma investigação sobre o possível: do papel à escultura, a artista nos dá pistas de como cada elemento é em si o todo. Ao mesmo tempo que a totalidade, seja da obra de arte seja da própria vida, é quase intangível”, diz a pesquisadora Rafaela Mendes Ferreira sobre a exposição.

 

(Créditos: Reprodução / Facebook)

 

  • Galeria Tato - Rua Fradique Coutinho, 1399 - Vila Madalena, São Paulo
    (11) 2389-1399
    + Ver mapa
  • 01/04/2017 a 22/04/2017
  • Segunda a sábado: 11h às 19h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo