Aquarelas de Carybé ganham mostra na Caixa Cultural São Paulo

A CAIXA Cultural São Paulo apresenta a exposição As Cores do Sagrado, um registro das tradições do candomblé da Bahia a partir de 50 obras com os traços leves, coloridos e minuciosos do artista Carybé. A mostra abre em 10 de dezembro de 2016 e fica em cartaz até 28 de fevereiro de 2017, com entrada franca. A curadoria é de Solange Bernabó, filha de Carybé, que buscou privilegiar a sintonia entre técnica e fases do artista. A exposição já passou por Salvador, Recife e Rio de Janeiro.

 

(Créditos: Divulgação)

 

As 50 obras selecionadas foram reunidas originalmente no livro Iconografia dos deuses africanos no candomblé da Bahia (1981). Composta por 128 aquarelas de Carybé, com introdução do escritor Jorge Amado e textos antropológicos do fotógrafo e etnólogo Pierre Verger e do historiador Waldeloir Rego, a publicação representa uma recriação da participação do elemento negro na cultura baiana ao passo que preserva a memória histórica do Brasil, por ter sido a Bahia a primeira porta de entrada da miscigenação no país. Esgotado desde a última edição, atualmente o livro é encontrado apenas nas mãos de colecionadores.
 

(Créditos: Divulgação)

 

 

  • Caixa Cultural São Paulo - Praça da Sé, 111 - Centro, São Paulo
    (11) 3321-4400
    + Ver mapa
  • 10/12/2016 a 28/02/2017
  • Terça a domingo: 9h às 19h.
  • Entrada gratuita.
  • Classificação etária: livre.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo