Alê Jordão ministra oficina de neon em individual

O artista plástico Alê Jordão promoverá, nos dias 16 e 30 de setembro, duas Oficinas de Neon abertas ao público no ateliê da galeria Choque Cultural.

A iniciativa tem como intuito propiciar aos participantes uma experiência imersiva em seu processo criativo, gerando neles sensações diversas – sejam visuais, sensoriais ou até mesmo auditivas.

Para isso, o artista lança também uma trilha sonora autoral, assinada pelo projeto L'opera Di Chi Collabora: Felicio e Meu Nome é Carlos.
 
Em ritmos que vão do tango argentino ao punk rock, as músicas condensarão sons industriais e ruídos de correntes elétricas, combinadas às frases que dão forma às obras em neon.

 

"Hashtag", 2017 (Créditos: Divulgação / Alê Jordão)

 

 "A luz neon provoca sempre um encantamento nas pessoas, talvez pelo destaque das peças, talvez por certa nostalgia", afirma Ale Jordão. "Cada obra é um recomeço. Cada peça é única. Como no murano, a torção no vidro não se repete. Trabalhar com o neon é uma paranoia delirante, minha nova forma de expressar o grafite", diz o artista.

O público será convidado a interagir e poderá, inclusive, levar algumas peças para casa. Ao final da experiência, os convidados receberão uma pulseira pen drive com a trilha sonora.

 

 

Alê Jordão também apresenta na galeria, Iluminata, exposição com obras recentes do artista, nas quais a luz - refletida, projetada, impressa ou sugerida - é a verdadeira protagonista.

A mostra é organizada em núcleos, que se integram por meio de grandes instalações e dão uma nova cara ao espaço expositivo de 500 metros quadrados, oferecendo uma potente experiência imersiva.  A exposição segue em cartaz até 29 de setembro

  • Choque Cultural - Rua Medeiros de Albuquerque, 250 - Pinheiros, São Paulo
    (11) 3061-4051
    + Ver mapa
  • 16/09/2017 a 30/09/2017
  • Sábado: 11h às 18h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo