"Semelhanças nos aproximam. Diferenças nos unem"

23 outubro 2015
Site do Movimento dos Teatros Independentes de São Paulo (www.motin.org.br)


Durante dois anos um grupo de artistas-gestores de espaços teatrais independentes se reuniram para discutir o “fazer” teatral na cidade de São Paulo. Dessas discussões nasceu o MOTIN. Trata-se de uma organização em rede, sem hierarquia; uma iniciativa histórica dos artistas envolvidos na busca de novas alternativas sustentáveis para manutenção dos espaços teatrais independentes.

É na diversidade estética, ideológica e dos modos de produção desses pequenos espaços-laboratórios, cada qual falando o dialeto da sua tribo e comunicando-se especificamente com seus públicos, que está o maior valor do Movimento. No múltiplo vocabulário das diferenças. É na capilaridade do social que está a expressão mais viva da arte. A diversidade é a riqueza cultural do MOTIN.

A estruturação do Movimento busca uma auto reflexão abrangente: o que significa ser independente? Quantos somos na cidade de São Paulo? Quais as principais dificuldades que os espaços independentes sofrem para manter uma programação contínua? De que forma os espaços independentes dialogam com a sociedade?

Neste sentido, o MOTIN realizou uma primeira pesquisa intitulada 1ª Cartografia dos Teatros de São Paulo a partir da perspectiva do espaço físico, cujos objetivos centrais foram mapear a quantidade, localização, recursos disponíveis e atividades oferecidas pelos teatros independentes da cidade, além de  identificar forças, fragilidades e áreas de oportunidade.

De que forma os espaços independentes dialogam com a sociedade?

Os resultados da pesquisa estão compartilhados na integra no Portal do MOTIN, outra ferramenta disponibilizada para a sociedade. Uma plataforma aberta, utilizada pelos teatros independentes para divulgarem seus espetáculos, favorecendo a comunicação com público. Para saber mais, acesse: www.motin.org.br

Esse é apenas o início de um movimento que pretende colocar os espaços teatrais como protagonistas de uma transformação. O MOTIN visa articular os espaços, ampliar o contato com o público e trazer maior visibilidade à intensa e plural produção teatral paulistana.

(Texto adaptado do Manifesto do MOTIN por Bernardo Galegale – diretor teatral e artista multimídia, integrante do Movimento dos Teatros Independentes)

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo