Rolling Stones por Denise Andrade

5 maio 2017
Denise Andrade

 

Este foi o meu lugar no Show dos Rolling Stones no Morumbi. Ganhei o ingresso na pista Premium, pois não consegui autorização para fotografar o camarote como fotografa da Coluna Direto da Fonte da Sonia Racy do Estadão, Caderno 2 (nem o show porque o fotógrafo do Estadão já estava escalado). O jeito era ver o Show!

Mas pensando bem... A gente sempre tenta uma foto. Fui com uma máquina portátil da Canon escondida na minha jaqueta de chuva. Passei pela revista ufa! Cheguei atrasada, e tinha terminado o Show dos Titãs. Todo mundo foi comer e ir ao banheiro, assim, consegui meu lugar na frente.

+ "Aos 8 anos, então, virei a fotógrafa oficial da família" conta  Denise Andrade

Não sabia se tinha escolhido mal porque fiquei de cara para a passarela, ou seja, não conseguiria ver a banda lá no fundo (já que eu sou baixinha), mas teria a oportunidade de ver o Mick de cara! Lógico que ele chegaria em algum momento no final da passarela e essa seria minha oportunidade. As três primeiras músicas eram permitidas para serem fotografadas pelos os fotógrafos oficiais. Choveu e o Mick ficou lá no fundo (via pelo telão).

 

 

Depois da terceira música parou a chuva. Ele tirou o paletó (secaram a pista) e ele veio com aquele gingado sexy. Wow!!! Ele estava tipo 2 metros de mim cantando, e ele olhou pra mim! Claro, loira platinada na frente dele!

Fiquei em estado de êxtase, e depois voltei ao normal e comecei a fotografar com minha maquininha. Ele ia embora para os outros cantos do palco e voltava, e voltava. Uma hora fiquei com vergonha, porque vi que ele me olhou e eu não tirava a maquina do rosto, não via o show, só meus clicks, acho que ele pensou ... “Nossa, ela não curte o show”. Mas não dava, ou eu curtia ou eu gravava aquele momento, e eu sabia que estava fazendo fotos legais.

 

 

Quando cheguei em casa e abri o cartão no computador não acreditei, ele estava lindo!!! Mandei as fotos para a fotografia do Estadão. Minha foto não saiu (já esperava que não, mas ela ficaria lá para algum dia). Na foto que saiu no jornal do Mick, ele estava muito feio, parecia um dinossauro do rock e na minha um lindo.

Um dia fui na redação e encontrei o Josias Santos (figura das antigas da foto, e que sempre me orientou) e ele me disse “Suas fotos estavam lindas... E só não foram publicadas porque não eram as 3 primeiras músicas, e não era permitido publicar. Ele não estava mas com o casaco e saberiam”. Mas só de saber isso foi o melhor elogio que podia receber. (elogio do Josias é coisa muito rara de acontecer). Bem só vendo as fotos para entender.

 

 

Fotos feitas por Denise Andrade com uma Canon G16.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo